Casos suspeitos de microcefalia chegam a 775 na Bahia; 15 mortes foram notificadas

Do total de notificações, 120 foram confirmadas e outras 73, descartadas

Publicado em 23 de fevereiro de 2016 às 12:05

- Atualizado há 10 meses

Foto: Reprodução TV GloboO número de bebês com suspeita de microcefalia não para de avançar na Bahia. Até sábado (20), foram registrados 775 casos suspeitos em todo o estado. São considerados com suspeita de microcefalia os bebês com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros.

Desde o último boletim da Sesab, divulgado na quarta-feira (17), houve um aumento de 31 novas notificações, um acréscimo de 4,16%. Até agora, foram notificados 15 mortes de bebês com suspeita de microcefalia - no último boletim, eram 11. As mortes foram registradas em Salvador (3), Alagoinhas (1), Crisópolis (1), Cruz das Almas (1), Esplanada (1), Presidente Tancredo Neves (1), Camaçari (1), Campo Formoso (1), Itabuna (1), Itapetinga (1), Olindina (1), São Sebastião do Passé (1) e Tanhaçu (1).

Na Bahia, os casos começaram a ser monitorados em outubro de 2015. Do total, 193 casos já foram investigados com a realização de exames de imagem e 120 foram confirmados. Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), os outros 73 foram descartados.

Os casos suspeitos da doença foram notificados em 126 municípios, sendo que Salvador continua com o maior número de suspeitas: 380, sendo 30 casos confirmados até 12 de fevereiro. Em seguida vem Eunápolis (47), Lauro de Freitas (28), Alagoinhas (23) e Camaçari (20). Cinco municípios tiveram um caso suspeito pela primeira vez: Conceição da Feira, Coronel João Sá, Cravolândia, Gandu e Muniz Ferreira.