Missa celebra 90 anos de nascimento de Antonio Carlos Magalhães

Homenagem ao senador ocorre na próxima segunda (4), na Igreja do Rosário dos Pretos, no Pelourinho

Publicado em 1 de setembro de 2017 às 01:00

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Arquivo CORREIO

O aniversário de 90 anos de nascimento de Antonio Carlos Magalhães vai ser lembrado com a celebração de uma missa, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, no próximo dia 4 de setembro. A cerimônia é promovida pelo Instituto ACM junto com familiares, amigos e parceiros que acompanharam a trajetória do senador. O evento ocorrerá às 10h30 e será de livre acesso para o público. 

Quem abre a celebração é o grupo Filhos de Gandhy. Na ocasião, eles vão descer o Largo do Pelourinho em direção à igreja, cantando músicas com as batidas do agogô. A missa também contará com a partipação dos cantores Tatau e Márcia Shor, além do Coral Ecumênico da Bahia.

Sobre ACM Antonio Carlos Peixoto de Magalhães nasceu em Salvador, em  4 de setembro de 1927, e ingressou na carreira política em 1954, quando elegeu-se deputado estadual na Bahia. Entre os cargos públicos que assumiu a partir daí, está o de deputado federal por três mandatos consecutivos a partir de 1958 e o de prefeito de Salvador, em 1967. Foto: Divulgação ACM assumiu também o governo do estado em três ocasiões. A primeira vez em 1971 e novamente entre os anos de 1979 e 1983, e de 1991 a 1994, após ter ganhado no primeiro turno. Em 1994, foi eleito senador, e chegou a presidir o Casa entre 1997 a 2001, voltando ao cargo em 2002, após eleição.   Ainda na esfera federal, o político foi convidado por José Sarney, em 1985, para ser ministro das Comunicações, cargo que exerceu até 1990. ACM também ficou conhecido por ser o anfitrião do estado, atraindo para a Bahia a atenção de líderes políticos, religiosos e personalidades do mundo todo, a exemplo do sul-africano Nelson Mandela e o papa João Paulo II, além de diversos artistas e escritores como Jorge Amado. O senador faleceu no dia 20 de julho de 2007, aos 80 anos, tendo dedicado 55 deles à vida pública.