Motorista que atropelou e matou ciclistas em SC é preso no interior da Bahia

Ele estava embriagado quando atingiu por trás duas mulheres que pedalavam

Publicado em 12 de janeiro de 2022 às 15:43

- Atualizado há 9 meses

. Crédito: Divulgação/Polícia Militar

O motorista acusado de atropelar e matar duas ciclistas em Joinville (SC) foi preso nesta terça-feira (11) na Bahia. O atropelamento aconteceu em outubro e quatro dias depois ele teve a prisão preventiva decretada, mas desde então estava foragido.

A Polícia Civil diz que o motorista estava bêbado quando atingiu duas ciclistas que estavam em uma ciclovia no bairro Jardim Paraíso. Uma delas morreu no local. A outra, gravemente ferida, foi hospitalizada, mas faleceu quatro dias depois.

O motorista foi preso em flagrante, mas pagou fiança e foi solto no dia seguinte. Após a segunda morte, quando a preventiva foi decretada, já não foi mais localizado.

O acusado foi encontrado e preso em Jussara, na Bahia, informou o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). 

A promotoria afirma que os fatos mostram que o motorista praticou dois homicídios com dolo eventual, que é quando se assume o risco de causar o resultado. Ainda foram incluídas qualificadoras pelo Ministério Público de impossibilidade de defesa das vítimas, atingidas por trás, e perigo comum, já que ele colocou outras pessoas que estavam na avenida em risco.

O caso As duas ciclistas foram atingidas por trás quando pedalavam em uma ciclovia de Jardim Paraíso. Depois, o motorista tentou fugir sem prestar socorro.

A Polícia Militar diz que ele tinha estado de embriaguez visível e, questionado, admitiu ter bebido. Ele passou por bafômetro, que confirmou a embriaguez. (Foto: Divulgação) Diante de tentativa de linchamento, o motorista foi levado na viatura da PM para a delegacia rapidamente. 

A ciclista que morreu no local foi identificada como Lindacir Rodrigues da Silva Morando, de 55 anos. A que chegou a ser socorrida foi Thais Dias Gonçalves, de 25 anos, que teve morte cerebral após quatro dias internada.