Com câncer de próstata, ministro da Integração entrega cargo para fazer cirurgia

O preferido do PP - partido que indicou Gilberto Occhi - para ocupar a pasta é o deputado baiano Cacá Leão

Publicado em 18 de fevereiro de 2016 às 11:12

- Atualizado há 10 meses

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, colocou o cargo à disposição do Partido Progressista (PP) - que o indicou - para lutar contra um câncer na próstata. Segundo o Estadão, Occhi já informou a presidente Dilma sobre seu estado de saúde.Foto: Agência BrasilAinda de acordo com o jornal, o ministro deve se afastar das atividades após uma cirurgia, que ainda não tem data marcada, para remover um tumor descoberto em fase inicial.

"Estou nos últimos exames, ainda tem que fazer um preparatório. Tem algum desconforto, a pressão sobe um pouco. Tem que cuidar antes da cirurgia", disse ao Estadão. "Eu vou me licenciar, mas se houver uma necessidade agora de haver outra indicação do presidente do partido para o Ministério, eu não tenho problema em relação a isso", completou sobre o seu cargo.

De acordo com o jornal, a escolha do novo nome para a pasta depende da disputa pela liderança do PP na Câmara, protagonizada pelos deputados Cacá Leão, da Bahia, e Aguinaldo Ribeiro, da Paraíba. O resultado sai na próxima quarta-feira (24). O preferido para substituição no Ministério é o deputado baiano. Occhi está no comando da pasta desde janeiro de 2015.