DF: bombeiro esfaqueia companheira dentro de quartel

Eles viveram juntos por três anos e se separaram há duas semanas

Publicado em 13 de janeiro de 2009 às 12:44

- Atualizado há 9 meses

Um bombeiro esfaqueou a ex-companheira com quem havia vivido por três anos dentro do quartel onde trabalha, em Santa Maria (DF). Eles estavam separados havia duas semanas, período em que o militar teria feito ameaças de morte à mulher. A agressão ocorreu na segunda-feira (12).

A vítima mostrou as marcas das facadas nos braços, na mão esquerda e na barriga. 'Eu pensei que lá no quartel teria mais segurança. Como ele queria me matar, imaginei que lá o comandante faria alguma coisa para resolver’', conta.

O delegado Victor Dan disse que segundo testemunhas, ele já havia ameaçado a companheira de morte e, durante toda a dinâmica do crime, também afirmava que iria se matar. Foi por isso que acabou contido pelos colegas de serviço.

Os colegas estranharam a ida do militar ao quartel, pois o militar estava de folga na hora da agressão e só trabalharia à noite. O bombeiro José Etevaldo Caldas conta que foi preciso reunir um grupo para imobilizar o bombeiro.

O agressor foi ouvido pela Corregedoria do Corpo de Bombeiros e pela polícia. Ele será indiciado por tentativa de homicídio.