Histórico de agressão

Ex-deputado Gustavo Schmidt é detido após tumulto em hotel de luxo de Angra dos Reis

Gustavo Schmidt estava alterado e os policiais tiveram que correr atrás do ex-deputado e usar "força moderada" para contê-lo

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 12 de novembro de 2023 às 18:49

Ex-deputado estadual Gustavo Schmidt Crédito: Reprodução TV Globo

O ex-deputado estadual Gustavo Schmidt (Avante-RJ) foi detido e levado a uma delegacia, em Angra dos Reis, litoral do Rio, por desacato e desobediência, na madrugada deste domingo, 12, após provocar um "tumulto" em um hotel de luxo. O boletim de ocorrência da Polícia Militar registrou ainda uma suposta agressão do ex-parlamentar contra três funcionários que estavam no local. O ex-deputado não foi encontrado para falar sobre o episódio.

O registro da PM aponta que havia uma festa no hotel de luxo. Segundo o boletim, Gustavo Schmidt estava alterado e invadiu o evento, provocando o "tumulto". Policiais militares do 33º Batalhão de Angra dos Reis foram, então, chamados ao local.

Quando os agentes chegaram, Schmidt havia sido contido por convidados da festa. O Estadão apurou que o ex-parlamentar estava agressivo, não cumpria ordens e chegou a tentar fugir.

Os policiais tiveram que correr atrás do ex-deputado e usar "força moderada" para contê-lo. Schmidt foi levado para a 166ª delegacia de polícia, de Angra.

Em nota, a PM informou que as vítimas foram levadas para o Hospital de Praia Brava, também no município. Elas já tiveram alta.

A Polícia Civil informou que o ex-deputado foi conduzido por policiais militares à delegacia da cidade, "onde se reservou ao direito de ficar em silêncio".

O ex-deputado foi liberado. "Testemunhas foram ouvidas e as vítimas não demonstraram o desejo de representar criminalmente contra o acusado", assinalou a Polícia Civil do Rio.

Gustavo Schmidt foi deputado estadual por um mandato, entre 2019 e 2023. O ex-parlamentar tentou a reeleição, no ano passado, mas não conseguiu voltar à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Ele obteve 15.437 votos e ficou como suplente.

Histórico de agressão

Este não foi o primeiro episódio de agressão envolvendo o ex-deputado Gustavo Schmidt. Em março, o ex-deputado foi condenado a pagar uma indenização de R$ 15 mil a um policial militar, em dano moral, por agredi-lo. O Ministério Público do Rio denunciou Schmidt por abuso de autoridade, lesão corporal contra agente de segurança, desacato e ameaça. As informações são do portal G1.

Segundo o site, o ex-deputado foi detido também em 2020 por suspeita de agressão a outro policial militar. Na ocasião, Schmidt participava de uma festa e estava alterado quando a polícia chegou ao local.

A reportagem tentou contato com a defesa de Gustavo Schmidt para incluir o posicionamento do ex-deputado sobre o caso.