VÍDEO ADULTERADO

Nunes Marques manda intimar Eduardo Bolsonaro em ação de Daniela Mercury

Ministro determinou que filho de Jair Bolsonaro seja notificado por edital a apresentar resposta de queixa-crime proposta pela cantora baiana

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 16 de maio de 2024 às 06:51

Eduardo Bolsonaro e Daniela Mercury
Eduardo Bolsonaro em ação de Daniela Mercury Crédito: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados e Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

O ministro Kassio Nunes Marques, do STF, ordenou, nesta quarta-feira (15), que o deputado federal Eduardo Bolsonaro seja notificado para que apresente defesa na queixa-crime apresentada pela cantora Daniela Mercury. Segundo o colunista Ancelmo Góis, a notificação acontece após quase seis meses da cantora propor a queixa.

A cantora baiana acusa o deputado, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, de difamação, por divulgar um vídeo nas redes sociais onde a voz da artista aparece adulterada. 

Oficiais de Justiça não conseguiram encontrar o parlamentar em endereços relacionados a ele em Brasília e São Paulo, nem mesmo em seu gabinete na Câmara.

A defesa de Daniela teria tentado por diversas formas agilizar o caso, que se arrastou nos últimos meses. Ainda segundo a publicação, os advogados da artista pediam desde dezembro que a comunicação acontecesse por edital diante da dificuldade de notificação do deputado.

A queixa foi levada ao Supremo em julho de 2022.