À Mesa: crianças, pra cozinha!

Transforme os filhos em pequenos ajudantes e faça o dia deles ainda mais especial e gostoso

Publicado em 5 de outubro de 2015 às 06:12

- Atualizado há 10 meses

Falta pouco para o Dia das Crianças. Como os dias também são de crise, é bem provável que os presentes tenham preços mais adequados a esse momento. Não importa o valor, embora, para as crianças, uma lembrança seja necessária. Do ponto de vista delas, claro. Mas como o dia 12 cai numa segunda, adequar presente e um dia de atividades junto com os filhos pode ter um valor muito, muito maior do que qualquer aparelho eletrônico mais sofisticado. Biscoitinhos de nozes e chocolate: receita  simples para fazer com as crianças (Foto: reprodução)Guarde o melhor presente para o Natal e, no próximo domingo, junte as crianças na cozinha e vá, com elas, preparar um belo almoço, um doce ou a sobremesa. Se elas tiverem idade para misturar farinha, ovos e chocolate, faça um bolo, um brownie, um pudim que seja. O importante é não deixá-las só assistindo. Se for assim, você vai ficar sozinho, desolado e... sujo de farinha da cabeça aos pés. Os pais (pai e mãe) são sempre o melhor exemplo para atitudes positivas. Mas, quando o pai vai para a cozinha, há uma certa desconfiança no início e de respeito depois. Normalmente sobra para a mãe cuidar do lanche, do café, das refeições dos filhos.

Ok, ok... os tempos mudaram e há muito pai que cuida desses afazeres também. Mas a maioria ainda é de mães na cozinha. Na minha casa, quando meu pai ia para a cozinha, sabíamos que não teríamos o trivial para a refeição. Meu pai era ótimo com camarão, tainha e caças. Eu mantinha uma distância considerável do fogão. Mas foi assim, vendo meu pai na cozinha, que me interessei mais por comida. E pelos ingredientes que ele mais usava, principalmente as caças.Meu pai costumava pregar peças para evitar que eu comesse alguma coisa antes do almoço, já que chegava esfomeado do colégio. Uma vez, sabendo que eu gostava de comer pimentão cru, deixou, sobre a mesa, uma pimenta que tinha crescido um pouco mais do que o normal. Quando cheguei em casa, ainda ouvi ele dizer para minha mãe que era uma variedade diferente de pimentão. Passei pela mesa, agarrei o “pimentão” e enfiei o dente. Pra quê? Ardeu até a alma. E meu pai riu até não poder mais.

Nessa época, morávamos na Granja Mangueira, a 70 km de Santa Vitória do Palmar (extremo sul do Brasil), e caças como marreca do banhado, marreca piadeira, lebres e capivaras eram animais comuns à mesa. Principalmente na época da colheita do arroz, que coincidia com a passagem das aves migratórias que desciam para descansar e se alimentar do arroz ainda por colher. Eram dias de fartura de caça e meu pai estava sempre envolvido no preparo dessas carnes. E eu sempre por perto, para acompanhar tantos homens em volta de um fogão. Então, sei bem a influência que teve meu pai quando decidi ir para a cozinha e me virar para me alimentar.

Companhia - É evidente que cada idade é para cada coisa. Deixe os menores longe, muito longe de facas, espetos e do fogão. Para eles, vai ser uma bela diversão misturar os ingredientes para um bolo, por exemplo. Ainda que, inevitavelmente, alguma coisa vá parar no chão. Trate de limpar antes que sua cara-metade encontre a cozinha como se tivesse passado por uma guerra de farinha.

Em 2007, a Revista Gula publicou algumas receitas envolvendo chefs conhecidos e seus filhos. As crianças certamente cresceram. Mas com essas duas receitas que selecionei dá para você envolver as crianças na brincadeira. É um belo passo para apurar o paladar. E, além disso, é uma experiência que elas vão levar para a vida inteira. Mas não esqueça de cuidar do almoço. Senão a receita dessa tentativa de levar os filhos para a cozinha desanda.

Receitas - Biscoitinho de nozes e chocolateBiscoitinho de nozes e chocolate (Foto: Reprodução)Juju Pernambuco, filha da chef Carla Pernambuco

(45 unidades, dependendo do tamanho do biscoito)

Ingredientes

300 g de nozes moídas

250 g de farinha de trigo

200 g de maizena

200 g de açúcar

180 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

1 ovo

1 clara

1 pitada de sal

100 g de chocolate meio amargo picado ou em gotas

Preparo

Misture os ingredientes, com exceção do chocolate, e leve à batedeira. Bata rapidamente usando o gancho, apenas o suficiente para unir a massa.

Por último, misture o chocolate. Faça bolinhas com a massa, dê um formato circular, amassando um pouco as bolinhas, e marque-as levemente com um garfo. Passe-as para a assadeira deixando um espaço de dois centímetros entre cada uma. Asse em forno baixo (150°C) por  18 minutos.