Satélite: secretário de ACM Neto viabilizou recursos para Via Expressa Paralela-Barradão

Linha Fina Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit. Dolorum ipsa voluptatum enim voluptatem dignissimos.

Publicado em 30 de outubro de 2015 às 13:21

- Atualizado há 10 meses

Por uma dessas ironias da política, coube a um secretário do prefeito ACM Neto (DEM) viabilizar os recursos que garantiram o início da construção da via expressa Paralela-Barradão, comemorado aos quatro ventos pelo governo do estado.

Então secretário nacional do Ministério do Turismo (MTur) em 2012, o atual titular da pasta de Mobilidade da prefeitura, Fábio Mota, encaixou o projeto dentro do pacote do Planalto para as cidades-sede da Copa do Mundo, já que o estádio do Vitória era um dos centros de treinamento das seleções estrangeiras na Bahia.Previsão de conclusão da obra é de um ano e meio(Foto: Divulgação)Pelo convênio, o MTur repassaria a verba em parcelas, à medida em que as etapas fossem concluídas. Em dezembro daquele ano, foram empenhados os primeiros R$ 4,9 milhões, de um total de aproximadamente R$ 18 milhões, mas a obra demorou quase três anos para sair efetivamente do papel, mesmo com o dinheiro à espera de uso em uma conta da Caixa.

Com isso, França e Holanda desistiram de treinar no Barradão, devido às dificuldades de acesso ao Manoel Barradas. Apenas Costa Rica e Irã, “orelhas secas” da competição, encararam o desafio. Mota, fervoroso torcedor rubro-negro, acabou ficando sem os louros. “Fiz isso por amor ao clube, não por reconhecimento”, garantiu.

Falha nossaA rede de cinemas Orient corrigiu uma informação publicada, equivocadamente, pela coluna ontem, na nota “Operação Resgate”. Em comunicado, a empresa esclarece que “não é e nem nunca foi proprietária” do Cineteatro Jandaia. A Orient afirma ainda que há mais de 17 anos deixou de ser locatária do espaço. Os donos, segundo apurou a  Satélite, são sócios da empresa Savinal. Entre os quais, o marchand Cláudio Valansi.

Olho no lanceO sinal de alerta piscou no Palácio Thomé de Souza por causa de boatos disseminados em uma comunidade de PMs no WhatsApp. Nas mensagens, em tom de teoria da conspiração, policiais relatam uma suposta ordem dos seus superiores para reduzir o efetivo da tropa que cobre a área de Itapuã. O objetivo seria impedir que a nova orla do bairro se torne case de sucesso. Pelo sim, pelo não, a Guarda Municipal já foi acionada.

Nas graças do sulO governador Rui Costa (PT) está a um passo de colocar o Sul da Bahia no mapa de redutos fiéis a ele. Na próxima sexta, assina em Ilhéus a autorização para construir, por R$ 77,5 milhões,  o Hospital da Costa do Cacau, reivindicado há décadas pelos moradores da região.

Resta umDois experientes deputados baianos têm a mesma tese sobre os recentes movimentos do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ),  em relação ao impeachment. Para ambos,  embora flerte com oposição e governo, ele fará só o que puder salvá-lo da degola e nada mais.

Trajetória judicialO criminalista Alfredo Venet Lima completou 560 participações no Tribunal do Júri com a defesa de Anísio Tadeu da Conceição Santana que, acusado de homicídio doloso qualificado, acabou condenado apenas por homicídio culposo. A tese da defesa - comandada por Venet, ao lado dos advogados Rafael Figueredo Ázaro e Marcel Paiva Lima - foi aceita pelos jurados: a pena ficou 1 ano e 4 meses, convertida em prestação de serviços à comunidade, resultado recebido com emoção pelo réu e sua família.

PílulaLiderada pela vereadora Vânia Galvão, a bancada de oposição prepara munição pesada para dificultar a vida da tropa de choque democrata na votação do PDDU.Se não é suplementação, deve ser uma pedalada fiscal de ré Heraldo Rocha (DEM), presidente do DEM de Salvador, ao ironizar o repasse da Secretaria da Fazenda para a Assembleia no valor de R$ 17 milhões, tamanho exato do déficit nas contas da Casa