Cheio de gás, Roger rejeita favoritismo do Botafogo e quer bom resultado no Rio

100% recuperado de uma virose, atacante afirma que está pronto caso seja escolhido por Charles para entrar em campo

Publicado em 27 de outubro de 2015 às 14:16

- Atualizado há 10 meses

Para muitos, a preparação é fundamental para desempenhar um bom trabalho e conquistar aos resultados positivos. O pesamento tem sido assim no Bahia. Depois de dois triunfos, o Tricolor ganhou quase duas semanas de tempo livre para aprimorar os fundamentos antes de encarar o Botafogo, adversário deste sábado (31), no Engenhão, no Rio de Janeiro. Tempo para Charles reforçar sua filosofia de trabalho, mas também para recuperar os atletas. Um deles é o atacante Roger. Depois de ficar fora das partidas contra Vitória e Paysandu por conta de uma virose, o jogador comemorou a recuperação e afirma que está cheio de gás caso seja escolhido pelo treinador para entrar em campo.Para Roger, título da segundona está distante, mas time está no caminho certo para conquistar o acesso (Foto: Felipe Oliveira/ECBahia)"No meu caso tem sido um tempo bom. Contra o Oeste eu joguei, mas muito fora do ideal, do que é normal para um atleta no peso, na parte física. Agora eu estou zerado, no peso legal, com a  força estabelecida e vou tentar buscar aquela forma de quando eu cheguei, bem motivado, estreando bem. Se eu tiver a oportunidade de jogar contra o Botafogo, vai ser de igual para igual. Recuperado, motivado", afirmou o jogador. 

Para o duelo, Charles ainda não sabe se vai poder contar com o atacante Kieza. Artilheiro do Bahia na temporada, o jogador foi punido com três jogos de suspensão pela expulsão no clássico contra o Vitória. Como já cumpriu um, o jogador está fora das partidas contra o Botafogo e Santa Cruz. O Bahia já entrou com pedido de efeito suspensivo para que Kieza possa atuar normalmente até que um novo julgamento seja marcado. Olho no acessoApesar das chances matemáticas de título, Roger enxerga a conquista da Série B distante e se apega mesmo ao retorno à primeira divisão. O Tricolor está na quarta colocação, com 54 pontos, empatado com o América-MG, que tem duas vitórias a mais e entra em campo na noite desta terça-feira (27), contra o Boa, em Varginha, interior mineiro. Já o líder o Botafogo está com 62 pontos. "É um campeonato equilibrado, tanto a Série A, como a B. Eu discordo quando as pessoas falam que o futebol brasileiro se nivelou por baixo. Os atletas hoje têm o mesmo suporte de treinamento, alimentação, suplementação. Há algum tempo só algumas equipes tinha essa carta na manga. Temos chance de ir lá e conquistar um bom resultado. Não acho que eles são favoritos, o momento que nós vimemos é melhor, os torcedores estão pensando positivo, nós jogadores estamos pensando positivo. Tenho certeza que a gente pode aproveitar esse bom momento e fazer um grande jogo", afirmou o atacante.