Em campo neutro, Vitória encara o Conquista pela segunda rodada do Baianão

Com o Lomantão em reformas, duelo será realizado no estádio Mário Pessoa, em Ilhéus

Publicado em 10 de fevereiro de 2016 às 08:20

- Atualizado há 10 meses

O jogo é fora de casa, mas para as duas equipes. Hoje, às 20h45, o Vitória enfrenta o Vitória da Conquista, pela 2ª rodada do Campeonato Baiano, esperando aproveitar que o rival não estará em seus domínios. Por conta da reforma no estádio Lomanto Júnior, a partida de logo mais, que terá transmissão da TV Bahia, acontece no Mário Pessoa, em Ilhéus. Oportunidade para o Leão manter a ponta do estadual, em que largou bem, com um triunfo contra a Jacuipense por 3x0, no dia 30 de janeiro. No entanto, além do Bode, o técnico Vagner Mancini se prepara para um outro adversário. “A informação é que o campo não está muito bom. É um campo de dimensões grandes. Há necessidade de superação e fazer o melhor jogo possível”, explica o treinador.Atacante Alípio será a única novidade no time do Vitória, que pega o Conquista hoje, às 20h45, em relação à equipe que venceu a Jacuipense. Ele substitui Arthur Maia, lesionado (Arisson Marinho/Arquivo Correio)Para isso, ele prefere manter a base do time que venceu a Jacuipense. A única mudança entre os titulares é a entrada do atacante Alípio no lugar do meia Arthur Maia, que teve uma lesão leve no ligamento colateral medial do joelho esquerdo e ficará afastado ainda por cerca de 10 dias. Ainda assim, o sistema tático em 4-2-4 será mantido com: Fernando Miguel, Maicon Silva, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Amaral e Willian Farias; Marinho, Tiago Real, Alípio e Vander.“O esquema é o mesmo, não tem motivo de alteração, não temos um atleta que jogue na área”, cutucou Mancini, se referindo à falta de um centroavante no elenco, além do jovem Rafaelson, que ele prefere não “queimar”. “O Maia é um meia-esquerda nato, de enfiada de bola. O Alípio é mais atacante, pode jogar dos lados do campo. Me dá possibilidade do Vander ou Marinho por dentro. Muda em termos de movimentação. Com a bola no pé, possa usar bem esses atacantes”, comparou.Treinamentos De acordo com o treinador, os dez dias sem jogar, por conta do Carnaval, foram proveitosos. Apesar de faltar ritmo de jogo aos atletas, o período serviu para que os novos atletas pudessem se acostumar com o sistema de Mancini e com os companheiros. “Muitas vezes a gente se queixa que joga demais, mas, às vezes, joga de menos. Neste momento, está sendo importante a gente ter uma sequência de treinamentos para enfatizar a parte tática. Vários atletas não tinham ciência como jogava a equipe”, explicou.O treinador também mostrou que já está sabendo bastante sobre o rival de hoje à noite. “Estamos monitorando o Conquista desde a estreia. Tem alguns atletas que jogam em alguns lugares durante o segundo semestre, em outros estados e voltam”, afirmou, atentando para o conjunto que a equipe de Vitória da Conquista possui. De fato, em relação ao time base que ficou com o vice-campeonato baiano no ano passado, pouco mudou no Bode. Sete dos 11 jogadores que devem ser titulares no jogo de hoje estavam no time do Sudoeste no ano passado: Silvio, Thiaguinho, Edimar, Maicon Costa, Rafael da Granja, Tatu e Carlinhos. Na primeira rodada, o Conquista foi até Guanambi e empatou sem gols contra o Flamengo. A escalação do técnico Evandro Guimarães deve ser a mesma para a partida contra o Leão. Além do jogo de hoje, o Bode também encara o Ceará, domingo, pela Copa do Nordeste, no Mário Pessoa. Com investimentos de cerca de R$ 1 milhão, o Lomanto Júnior já estará disponível para o prosseguimento das competições.