Governo do estado vai auditar folha de pessoal ativo e inativo

Uma empresa vai revisar a folha de pagamento de 263,8 mil funcionários do estado, sendo 149,7 mil ativos do Executivo e 114,1 mil inativos, pertencentes aos três poderes

Publicado em 19 de fevereiro de 2016 às 08:12

- Atualizado há 10 meses

Cerca de 70 órgãos públicos estaduais vão passar por auditoria, com a revisão na folha de pagamento no período dos últimos dez anos,  retroagindo até dezembro de 2005. A Deloitte Touche Tohmatsu Consultores, contratada para auditar a folha de pagamento do poder Executivo e a folha dos inativos dos três poderes do estado da Bahia, apresentou ontem o plano de trabalho da auditoria da folha ao secretário de Administração, Edelvino Góes.

“A auditoria na folha vai se somar a outras ações que o governo do estado vem adotando para promover o aperfeiçoamento de sua gestão e a melhoria na qualidade do gasto público, com foco na economicidade e no zelo pelo erário”, declarou o secretário da Administração.

A empresa vai revisar a folha de pagamento de 263,8 mil funcionários do estado, sendo 149,7 mil ativos do Executivo e 114,1 mil inativos, pertencentes aos três poderes (Executivo, Judiciário e Legislativo).

A Deloitte vai auditar os órgãos da administração direta a exemplo das secretarias de estado, além de autarquias, fundações, empresas públicas e de economia mista. A empresa de consultoria também vai realizar auditoria no pagamento dos inativos do poder Executivo e de outros poderes como Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado e Tribunal de Contas dos Municípios.

O programa de trabalho com os procedimentos detalhados da auditoria foi apresentado à Administração por uma equipe de consultores. A revisão da folha será realizada em etapas, até a entrega do relatório final, em  novembro.