Após Maria Rita e Guilherme Arantes, Zé Ramalho deixa disco de Sérgio Reis

Cantor ainda desautorizou colega a usar música "Admirável Mundo Novo"

Publicado em 21 de agosto de 2021 às 19:12

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Divulgação

O cantor Zé Ramalho anunciou neste sábado (21) que não vai mais participar do álbum que Sérgio Reis prevê lançar ainda este ano - uma das faixas seria uma parceria dos dois cantando "Admirável Mundo Novo", sucesso do paraibano.

Além disso, Zé também disse que Reis está desautorizado a usar a canção como um dos seus trabalhos. A decisão vem após áudios e vídeos de Reis convocando para um ato contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) foram divulgados. Em nota, o artista que a colaboração "perdeu o sentido" à luz dos fatos da semana.

Zé se junta a outros artistas que ao longo da semana desistiram de colaborar com Reis, como Maria Rita, Guilherme Arantes e Guarabyra. Leia também

A porteira se fechou: a derrocada do cantor de sucesso que aderiu ao bolsonarismo extremista

Alvo de operação No último sábado (14), o cantor sertanejo publicou um vídeo convocando uma greve geral dos caminhoneiros e para um ato em Brasília para pressionar os ministros do STF.

"Se em 30 dias não tirarem os caras [ministros] nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto. É assim que vai ser. E a coisa tá séria", diz ele.

Após a repercussão negativa, ele afirmou que não estava tentando incitar ao crime e que teria sido mal interpretado. Contudo, o cantor não conseguiu escapar das investigações e virou alvo de uma representação criminal assinada por 29 subprocuradores-gerais da República.

Com a denúncia, a Polícia Federal cumpriu, nesta sexta (20), mandados de busca e apreensão em ao menos quatro endereços no Rio e em Brasília ligados ao cantor.

De acordo com a PF, o objetivo das medidas "é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes".

Leia a nota divulgada por Zé Ramalho:

Embora o artista Zé Ramalho tenha participado como convidado na gravação da canção “Admirável gado novo”, no disco do cantor Sérgio Reis em maio de 2019, agora em 2021 a gravação perdeu o sentido e tanto o compositor quanto sua editora não autorizarão a utilização da obra.

Solicitamos ao escritório do cantor Sérgio Reis que não utilize o fonograma de forma alguma. Pedimos ainda que se abstenha de usar por meios radiofônicos, eletrônicos ou qualquer outro, para que esta faixa não seja veiculada de forma alguma. O artista declara que é tudo que tem a dizer sobre esse assunto e não mais se pronunciará.