Engenho Velho de Brotas será homenageado em desfile de moda com produções artísticas

Evento acontece no dia 7 de julho, a partir das 17h30

  • Foto do(a) author(a) Alô Alô Bahia
  • Alô Alô Bahia

Publicado em 25 de junho de 2024 às 17:15

Cine Teatro Solar Boa Vista Crédito: Divulgação

Conhecido pela sua diversidade cultural e por ser o bairro de origem de uma série de artistas de Salvador, o Engenho Velho de Brotas será o grande homenageado na primeira edição do “Brota Arte no Engenho – Riqueza Cultural e Ancestral”, que acontece no dia 7 de julho, a partir das 17h30, no Cine Teatro Solar Boa Vista. A programação inclui desfile de moda, além de intervenções artísticas especiais.

Na ocasião, será apresentada uma coleção assinada pelo estilista Cid Brito — nascido e criado no bairro — inspirada em manifestações culturais e religiosas presentes no local, bem como em artistas e personalidades. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados através da plataforma Sympla.

Ao todo, serão apresentados 32 figurinos, bem como acessórios produzidos durante uma oficina de confecção promovida pelo projeto com moradores do Engenho Velho em maio. O desfile será dividido nos blocos “Afoxés e Terreiros de Candomblé”, “Teatro, Poesia e Capoeira”, “Quadrilha Junina e Samba Junino”, “Musicalidade” e “Danças”, que ilustrarão fragmentos da história do bairro e vão demonstrar a diversidade e efervescência da cultura local.

Para a criação dos figurinos, além de suas memórias, o estilista traz como base referências bibliográficas relacionadas à história do bairro. Depois, as peças farão parte de uma exposição que acontece entre os dias 19 de julho e 10 de agosto, na Galeria da Cidade do Teatro Gregório de Mattos, com curadoria de Alberto Pitta.

“O Engenho Velho sempre me inspirou enquanto artista, por toda potência cultural que existe aqui. É o bairro onde nasceram e moraram grandes artistas da cena baiana com destaque nacional. As pessoas do Engenho Velho reconhecem essa potência do bairro e é isso que inspira a coleção”, antecipa Cid Brito.

Moradores e ex-moradores do local serão os responsáveis pelas intervenções nas transições dos blocos. O poeta Luciano Santana irá declamar poemas de Castro Alves. A atriz Rejane Maya, do Bando de Teatro Olodum, faz uma esquete intitulada “Memória do Bairro Engenho Velho de Brotas”. Já a dançarina de Samba Junino Samona Katendê, filha do Mestre Moa do Katendê, faz uma performance de dança. O evento conta ainda com um número do bailarino Negrizu, uma performance da drag queen Ferah Sunshine, o percussionista Totó Cruz, seis dançarinos da Quadrilha Junina Buscapé e um capoeirista, além dos cantores Reinaldinho (ex-Terra Samba), Bobô e Karlinhos Brito, e o MC Richard.

O desfile contará com direção geral de Cid Brito, direção artística de Sivaldo Tavares, produção executiva de Freddy Souza, produção musical do DJ Ian Fraguas e produção de vídeo e fotografia de Gabriel Sousa.