STREAMING

Rainha do tráfico, rival de Escobar: Quem foi Griselda Blanco, da nova série da Netflix

Griselda entrou para o tráfico por influência de seu primeiro marido e acabou tomando gosto pelo crime

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 1 de fevereiro de 2024 às 23:52

Após o sucesso de Narcos, a Netflix investe em outra série biográfica sobre uma personagem temida do tráfico de drogas colombiano. Griselda Blanco ficou famosa por liderar a rota da cocaína de Medellin para Miami, por ter sido "la Viuda Negra" - dois de seus três maridos morreram por sua influência direta ou indireta - e por ter botado medo até em Pablo Escobar.

No série, que estreou nesta semana, uma famosa frase de Escobar ganha a tela: "O único homem que temi em minha vida foi uma mulher chamada Griselda Blanco".

Nascida em 1943, Griselda entra para o tráfico por influência de seu primeiro marido, e acaba tomando gosto pelo crime. Faz dele um negócio lucrativo. Tanto, que dominou o Cartel colombiano nas décadas de 1970 e 1980. Em seu auge, chegou a faturar $80 milhões de dólares - por mês.

O truque de mestre foi a loja de roupas íntimas que criou para acobertar os crimes que cometia. Sagaz, deu a ideia de esconder drogas por meio de bolsos secretos em lingeries.

Infância roubada

Sua infância não foi diferente da de algumas meninas que se envolveram no tráfico de drogas colombiano. Fugiu de casa ainda adolescente para escapar de um padrasto abusador. Cresceu em bairro pobre da cidade e não demorou a se envolver com o crime, como roubos e falsificação de documentos.

Mas sua brutalidade pode ser percebida ainda na idade mais tenra Na adolescência, Griselda foi suspeita de ter se envolvido no sequestro de um menino. Como a família não pagou o resgate, ela teria o matado.

Não deixava ninguém cruzar seu caminho, nem os amantes. Reza a lenda que ela mesma teria matado o segundo ex-marido, Alberto Bravo, por suspeitar que ele estava a roubando. O terceiro, Darío Sepúlveda, ela mandou matar após o homem ter levado o filho do casal de volta para a Colômbia. Mas não foram só os cônjuges que morreram por suas mãos: suspeita-se que ela esteja envolvida no assassinato de mais de 200 pessoas.

"Madrinha da cocaína"

Griselda prospera ao mesmo tempo em que a polícia começa a ficar em sua cola. Usa disfarces e muda o cabelo para driblar a vigilância. Ainda assim, temendo ser presa, volta à Colômbia na segunda metade dos anos 1970. Voltou para Miami ja no início dos anos 1980, quando a epidemia de cocaína via seu auge na cidade. Para ela, mais oportunidade de lucrar.

Tomou gosto pela vida criminosa, tanto que seu quarto filho foi batizado de Michael Corleone, em referência ao filme O Poderoso Chefão. Durante parte da vida, viveu de ostentação: festas regradas a drogas e sexo eram rotina.

Finalmente, em 1985, foi presa e condenada a 15 anos de detenção nos Estados Unidos. Em 2004, é liberada e deportada para a Colômbia. Em 2012, foi assassinada.

Na série, Griselda é vivida por Sofía Vergara. Conhecida por seu papel em Modern Family, a atriz, que também é colombiana, cresceu assistindo o domínio do tráfico de drogas no país. Ela sabe bem quem foi Griselda e comenta quando soube da história da "Madrinha da Cocaína". "Quando ouvi o nome de uma mulher, achei exagero. Nunca tínhamos ouvido falar de uma mulher fazendo parte disso", disse, em entrevista à Forbes.