Ronaldo Ésper fala após ter casa invadida por quadrilha em SP: 'Me agrediram. Fui nocauteado'

Um ponto que chamou a atenção do estilista foram as roupas do criminoso, já que se tratava de um traje social com paletó, gravata e sapatos

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 11 de março de 2024 às 20:42

null Crédito: Reprodução/TV Record

O estilista e apresentador Ronaldo Ésper, de 79 anos, detalhou a ação de criminosos que o espancaram e invadiram sua residência na Bela Vista, região central de São Paulo, na última sexta-feira, 8. O crime aconteceu quando Ronaldo retornou de um encontro com amigos e se deparou com um homem desconhecido dentro da casa, outros dois teriam fugido pelo jardim.

Um ponto que chamou a atenção do estilista foram as roupas do criminoso, já que se tratava de um traje social com paletó, gravata e sapatos. A hipótese levantada pela vítima é de que os criminosos estivessem buscando por obras de arte. "Pelo que ele estava vestido, pelas atitudes, é um ladrão profissional de altos roubos", disse ao Domingo Espetacular da Record TV

Ao tentar impedir o avanço da invasão, Ésper acabou sendo espancado. "Ele me agrediu na escada, me deixou desmaiado no chão, fui nocauteado. Isso já devia ser umas 23h, quando me senti um pouco melhor, percebi que não conseguia mexer as pernas", disse ainda à Record. O estilista precisou de oito pontos em um ferimento na cabeça.

Ferido, Ésper passou a madrugada no chão e só foi socorrido pela manhã por vizinhos que acionaram a emergência. Nas redes sociais, uma publicação no perfil do estilista feita pela equipe de assessoria comunicou o ocorrido. "Ronaldo passou por atendimento médico e já se encontra em recuperação em local seguro e amparado por seus familiares e amigos", diz a nota.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os criminosos fugiram sem levar nada da residência. O caso é investigado na 3º Seccional do 14º distrito como tentativa de roubo.