RACISMO

Samara Felippo expõe angústia após ataques racistas à filha: 'Raiva'

Alícia, de 14 anos, sofreu racismo em escola de alto padrão

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 6 de maio de 2024 às 09:38

Samara e as filhas
Samara e as filhas Crédito: Reprodução

A filha de Samara Felippo, a adolescente Alícia, de 14 anos, foi vítima de racismo em uma escola de alto padrão. A atriz se manifestou primeiro nas redes sociais e, neste domingo (5), deu entrevista ao Fantástico.

Na conversa, ele explicou que a filha estava chorando durante um trabalho de escola, quando descobriu o racismo em uma frase dentro do caderno de estudo.

"Teve que refazer cada linha do trabalho que tinha feito com todo o capricho. Ela chorava compulsivamente porque estragaram o trabalho dela. Dentro do caderno, tinha uma frase de cunho racista gravíssima", disse.

A instituição Vera Cruz, de São Paulo, alegou que as alunas que cometeram racismo foram suspensas e, desde 2019, o colégio tem um projeto antirracista. No entanto, para Samara, é um projeto falho porque não conseguiu ensinar de forma correta para os alunos.

"Eu gostaria que minha filha não convivesse mais com as agressoras. Quando essas meninas voltarem para o ambiente escolar, se voltarem, a minha filha vai revisitar essa dor. Eu não quero o mal, não tô odiando ninguém".

Por fim, Samara elogiou a filha e disse que não tem como blindar a menina dos ataques racistas da sociedade, mas que Alícia consiga ter consciência do poder que ela tem. "É muito lindo ver ela conseguir falar tudo que ela precisa falar".