'Sem Bethânia eu não estaria aqui': Caetano e a irmã falam sobre conexão e relembram infância

Irmãos falaram sobre cumplicidade e a turnê que farão juntos

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 18 de março de 2024 às 11:18

Bethânia e Caetano em entrevista no Fantástico
Bethânia e Caetano em entrevista no Fantástico Crédito: Reprodução/TV Globo

Caetano Veloso e Maria Bethânia deram uma prévia de sua turnê histórica Caetano&Bethânia, que se iniciará em agosto de 2024, em entrevista ao Fantástico neste domingo, 17. Os dois cantaram e também contaram um pouco sobre a infância no programa, e reviveram a escolha do nome de Bethânia, além de remontar os primeiros sucessos de Caetano, cantados pela irmã caçula. "Eu acho Caetano fora do comum", disse a cantora.

Caetano revelou a escolha por trás do nome de Maria Bethânia: a valsa do compositor pernambucano Capiba, Maria Bethânia, ouvida por ele na voz de Nelson Gonçalves. Ele contou que a família decidiu o nome por meio de um sorteio, mas que não imagina a irmã com outro nome que não o escolhido.

"Sem Bethânia eu não estaria aqui", confessou Caetano, comentando sobre a presença de palco e a desenvoltura da irmã. Ela também falou sobre a sintonia com Caetano, citando que "são gêmeos do ventre em momentos diferentes".

O primeiro sucesso do cantor, É de Manhã, foi gravado na voz de Maria Bethânia em 1965. Os dois apresentaram a música durante o programa da TV Globo.

"Ele é o chefe do meu barco mesmo", Bethânia confessou também, entre os versos de Reconvexo, música escrita por Caetano para ela em 1969.

Ao ser homenageado durante o carnaval pelo bloco Filhos de Gandhy, Caetano disse que as "férias radicais" que tirou foram em vão. "Nem me deixou descansar. Gravava todos os dias", Bethânia riu, ao relembrar.