Tom na Fazenda terá sessão extra no dia 1º de setembro

Espetáculo marca a reabertura do Teatro Isba; as apresentações dos dias 2 e 3/9 estão com ingressos esgotados

  • D
  • Da Redação

Publicado em 24 de agosto de 2023 às 18:20

O ator Armando Babaioff interpreta o protagonista Tom
O ator Armando Babaioff interpreta o protagonista Tom Crédito: Victor Pollak

A peça Tom na Fazenda, versão brasileira do texto do canadense Michel Marc Bouchard, terá uma sessão extra no dia 1º de setembro, no Teatro Isba. 

O espetáculo teve os ingressos esgotados para os dias 2 e 3 setembro com 15 dias de antecedência. A procura levou à realização da sessão extra, às 20h.

A curta temporada marca a reabertura de mais um equipamento cultural soteropolitano, o Teatro Isba (Ondina), fechado desde a pandemia. Todas as apresentações terão tradução em libras. Os ingressos estão à venda na plataforma Sympla.

Sucesso nacional, desde a sua estreia em 2017, com mais de 60 mil espectadores em mais de 300 sessões, a montagem traz o ator Armando Babaioff - interpretando o protagonista Tom, além de assinar também a idealização e produção -, o ator Gustavo Rodrigues (Francis) e as atrizes Soraya Ravenle (Ágatha) e Camila Nhary (Sara).

Com direção de Rodrigo Portella - ganhador do prêmio de melhor diretor no Shell, Tom na Fazenda traz temáticas contemporâneas e, apesar de ser uma dramaturgia canadense, parece se passar no Brasil.

O espetáculo conta a história de Tom, homem gay, publicitário que perde o companheiro e decide ir à fazenda da família de seu falecido amor para o funeral. Ao chegar, descobre que a sogra nunca tinha ouvido falar dele e, tampouco, sabia que o filho era gay e que mantinha esse relacionamento. Nesse ambiente rural e austero, Tom é envolvido numa trama de mentiras criada pelo truculento e violento cunhado, que fará de tudo para a mãe não saber que o irmão era homossexual. A peça, que coloca o espectador em um lugar ativo diante da história encenada, traz a sexualidade como ponto de partida para falar sobre a homofobia, a verdade, a mentira, a violência, o desejo e seus silenciamentos.