Depois de destruir quarto da dona, cãozinho Chico ganha camas novas

Vídeo com a reação de Patrícia viralizou na quinta (18); na sexta (19), ela também ganhou um novo colchão de uma marca

Publicado em 20 de julho de 2019 às 11:01

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: .

Depois de ficar famoso após destruir o quarto da dona, o cãozinho Chico teve um final feliz. As imagens de Chico sendo flagrado pela tutora, Patrícia Barros, após destruir o colchão e os travesseiros dela, viralizaram nas redes sociais na quinta-fira (18). 

Nesta sexta-feira, Chico e Patrícia ganharam camas novas - para ela e para ele. Uma marca de colchões, a Zissou, levou um colchão novo para a moça e duas caminhas: uma para Chico e outra para seu irmão, Luke. 

"Agora todo mundo da casa com camas muito confortáveis e resistentes, né, Chico?", publicou a tutora, no perfil de Chico e Luke no Instagram. 

Nos stories, ela mostrou as caminhas para os cachorros. "Amei a caminha. Nunca mais caixa de papelão, nunca mais", disse, segurando uma caixa com uma almofada transformada em cama para os animais. 

Depois, Patrícia mostrou o novo colchão. "Os meninos amaram. Chico nem acorda, nem acorda", brincou, filmando os dois cãezinhos deitados na nova cama. 

'Demônio preferido' A reação de Patrícia, que tinha saído para ir ao cinema por duas horas, ao ver seu quatro destruído, chegou a ir parar nos Trending Topics como um dos três assuntos mais comentados do Twitter no Brasil. (Imagem: Reprodução) "Meu Deus. Eu quero chorar! Gente, olha isso! Olha o meu quarto, Chico. Desgraçado! Olha o que você fez no meu quarto, Chico. Meu, não dá. Eu vou devolver esse filhote, não tem condições. É um demônio. Chico, você é um demônio. Olha o que você fez no meu quarto", desabafou a tutora do pet.

Entretanto, apesar de estar sendo colocado na parede pela sua mamãe, que o qualificou com diversos adjetivos nada amistosos -- sendo "demônio" o preferido --, Chico demostrou tranquilidade.

Com certa dose de cinismo, ele observava a tutora soltando fogo pelas ventas enquanto fazia uma cara que, claramente, dizia que não tinha nada a ver com a destruição.

Em determinados momentos, Chico ainda virava a barriga pra cima, pedindo carinho. Com o rabo abanando, esperava o perdão pela destruição da cama, fronha e controle remoto.