ALÔ ALÔ

Preto Zezé, da CUFA, falará sobre a favela como solução e potência no Fórum ESG Salvador

O fórum acontecerá nos dias 22 e 23 de maio, com rodada de painéis e palestras

  • Foto do(a) author(a) Alô Alô Bahia
  • Alô Alô Bahia

Publicado em 22 de abril de 2024 às 17:19

 Onde veem tragédia, vemos inovação; onde veem tristeza, vemos emoção e garra; onde veem medo, trabalhamos para transformar
"Onde veem tragédia, vemos inovação; onde veem tristeza, vemos emoção e garra; onde veem medo, trabalhamos para transformar" (Preto Zezé) Crédito: Divulgação

Preto Zezé, presidente global da Central Única das Favelas (CUFA), foi confirmado na cerimônia de abertura da terceira edição do Fórum ESG, em 22 de maio, no Porto de Salvador. Empreendedor, produtor artístico e musical, além de escritor, o ativista brasileiro é uma voz importante no debate sobre o racismo no Brasil.

A convite do CORREIO e do Alô Alô Bahia, realizadores do evento - considerado o mais representativo sobre ESG no Nordeste -, Preto Zezé vai falar sobre inovação e reconexão, destacando a potência das favelas não só como polo de consumo, mas também como espaços de criatividade e empreendedorismo.

“Acho que a importância de participar do Fórum ESG é principalmente trazer o S para o debate. O S não como só responsabilidade social, mas para mim como investimento. Muitas vezes, o tema do social fica ali na responsabilidade, fica meio perdido dentro das corporações. Mas a ideia de participar é poder dizer que o social é um investimento, porque, na medida em que qualquer empresa, marca ou serviço começa a se posicionar para desenvolver ações no território, aquilo rende reputação, capilaridade, fidelidade do cliente, aquilo rende positividade e ativos importantes para a marca”, disse em entrevista ao Alô Alô Bahia.

Para o ativista, questões que são sociais também podem ser econômicas na medida em que o número de clientes cresce e a receita vai aumentando. “Você vai tendo um ambiente de sintonia entre o debate econômico, o debate social, e aí você está com o ESG completo porque vai produzir uma governança preocupada com as questões de inclusão que vão repercutir tanto para nós, na sociedade, como para as empresas”, acredita.

Reconhecido como uma das 500 pessoas mais influentes da América Latina em 2022, em lista divulgada pelo Bloomberg Línea, Preto Zezé se destaca por mostrar, de forma clara e contundente, como a criatividade e o dinamismo são capazes de mover e impactar a economia.

Francisco José Pereira de Lima, o Preto Zezé, é nascido em Fortaleza. Começou a vida profissional lavando carros, perto da Assembleia Legislativa do Ceará. logo depois conheceu o hip hop, e, por meio deste, a CUFA, que o proporcionou a ser uma das pessoas mais influentes do Ceará e do Brasil.

Além da participação de Preto Zezé, o Fórum ESG contará com uma programação especial de palestras e painéis que abordarão assuntos relacionados a preservação ambiental, social e os processos de governança. O objetivo, mais uma vez, é levar informação de qualidade para o público, formado em grande parte por representantes dos setores empresarial e financeiro, além da sociedade de forma geral.

A data de início das inscrições para o evento ainda será divulgada. O fórum acontecerá nos dias 22 e 23 de maio, com rodada de painéis e palestras.