BRASILEIRÃO

Em jogo paralisado pela chuva, Bahia vira sobre o Fluminense e vence a primeira na Série A

Caio Alexandre e Cauly marcaram dois golaços que deram os três pontos ao Esquadrão

  • Foto do(a) author(a) Gabriel Rodrigues
  • Gabriel Rodrigues

Publicado em 17 de abril de 2024 às 00:40

Caio Alexandre Bahia
Caio Alexandre comemora gol que iniciou a virada do Bahia na Fonte Nova Crédito: RENAN OLIVEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

A forte chuva que caiu em Salvador na noite desta terça-feira (16) até tentou atrapalhar, mas o Bahia superou o Fluminense e venceu a primeira no Campeonato Brasileiro. Em um jogo que teve de ser paralisado por conta do gramado encharcado, o Esquadrão saiu atrás, mas venceu de virada por 2x1, na Fonte Nova, pela 2ª rodada.

O argentino Cano colocou o time carioca na frente após erro do lateral Arias, mas Caio Alexandre, ainda no primeiro tempo, e Cauly, na segunda etapa, garantiram os três pontos para o clube baiano.

O resultado aliviou a pressão no Bahia antes do clássico. Neste domingo, o tricolor encara o rival Vitória, às 16h, no Barradão, pela 3ª rodada da competição.

MUITA CHUVA 

Depois da estreia com derrota contra o Internacional, Rogério Ceni fez mudanças no time. A principal novidade foi na defesa. Titular em boa parte da temporada, Kanu ficou no banco e Gabriel Xavier formou a dupla de zaga com Cuesta. Na frente, Cauly entrou no lugar de Rezende, enquanto Ademir ganhou a posição do centroavante Estupiñan.

Debaixo de uma forte chuva, o Bahia começou a partida de forma displicente e deu um presente ao Fluminense. O lateral Arias tentou driblar na defesa, foi desarmado pelo Arias do Fluminense, que entregou a bola para Cano. O argentino bateu forte da entrada da área e abriu o placar com apenas três minutos de jogo.

Para piorar a situação do tricolor, o campo encharcado praticamente inviabilizou a partida. O clube baiano tinha muita dificuldade para conduzir a bola por conta das poças. Na melhor chance, Cauly cobrou falta na área e Cuesta cabeceou à queima-roupa. Fábio defendeu e Manoel afastou o perigo.

Aos 16 minutos, o árbitro Vitor Gobi interrompeu o duelo por conta da chuva. Após uma conversa com jogadores e comissões técnicas, ele decidiu paralisar a partida por 30 minutos. Os dois times foram para os vestiários.

Bahia x Fluminense
Gramado da Fonte Nova não aguentou volume de chuva e jogo foi paralisado Crédito: Letícia Martins/EC Bahia

Passado o período protocolar, árbitro e assistentes voltaram ao campo para avaliar a situação do gramado. Como ainda haviam algumas poças, o jogo seguiu parado por mais 15 minutos. Depois de uma segunda análise, o confronto foi retomado.

Com o campo mais seco, o jogo do Bahia começou a fluir. Na base da insistência, o Esquadrão chegou ao empate. Aos 34 minutos, Caio Alexandre pegou a sobra do escanteio e mandou uma bomba sem chances de defesa para Fábio. Um golaço na Fonte Nova.

O tricolor, no entanto, seguia dando vacilos na defesa. Aos 38 minutos, Arias entrou livre na área e tocou na saída de Marcos Felipe. Por sorte o árbitro marcou impedimento e anulou o lance.

CAULY SALVA

Os times voltaram do intervalo sem mudanças e fizeram um segundo tempo mais equilibrado e com muitas faltas no meio-campo. Aos poucos, o Bahia começou a tomar conta do jogo. Na base da qualidade técnica, o Esquadrão conseguiu a virada.

Aos 15 minutos, Juba começou a jogada do lado esquerdo e a bola chegou até Cauly na entrada da área. O camisa 8 deu um drible desconcertante no zagueiro Manoel antes de invadir a área e anotar mais um golaço para o Esquadrão.

A vantagem do Bahia fez o Fluminense subir as linhas para tentar pressionar. O tricolor baiano então passou a jogar nos espaços deixados pelo adversário. O Esquadrão ensaiava o contra-ataque, mas faltava encaixar a jogada. Biel e Everaldo ficaram no quase.

Na reta final, o Fluminense foi para o tudo ou nada, tentando cruzar bolas na área. Mas a defesa do Bahia se segurou bem e garantiu o primeiro triunfo do Bahia na Série A.

FICHA TÉCNICA

Bahia 2x1 Fluminense - Campeonato Brasileiro (2ª rodada)

Bahia: Marcos Felipe, Arias, Gabriel Xavier, Cuesta e Juba; Caio Alexandre (Rezende), Jean Lucas, Everton Ribeiro (Carlos de Pena) e Cauly (Cicinho); Ademir (Biel) e Thaciano (Everaldo). Técnico: Rogério Ceni.

Fluminense: Fábio, Samuel Xavier (Kauã Elias), Martinelli, Manoel (Douglas Costa) e Diogo Barbosa (Alexsander); André, Lima (John Kennedy) e Ganso; Jhon Arias, Cano (Isaac) e Marquinhos. Técnico: Fernando Diniz.

Local: Fonte Nova

Gols: Cano, aos 3 minutos do 1º tempo, Caio Alexandre, aos 34, Cauly, aos 15 minutos do 2º tempo

Cartão amarelo: Caio Alexandre, Thaciano, Everton Ribeiro, Everaldo (Bahia); Lima, Martinelli, John Kennedy, Alexsander, Ganso (Fluminense)

Público: 22.893 pagantes

Renda: R$ 633.866,50

Arbitragem: João Vitor Gobi, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Fabrini Bevilaqua Costa