Na estreia das Eliminatórias, Brasil perde por 2 a 0 para o Chile

O próximo jogo do Brasil é na terça-feira, contra a Venezuela, em Fortaleza

Publicado em 8 de outubro de 2015 às 22:48

- Atualizado há 10 meses

O Chile venceu o Brasil por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (8), em Santiago, pela estreia da seleção nas Eliminatórias da Copa. Acuado no segundo tempo, o Brasil viu a festa da torcida chilena, com direito a "olé" nos momentos finais da partida. Foi a primeira derrota do Brasil em estreias nas Eliminatórias - e somente a segunda para o Chile. Com o triunfo, a seleção chilena quebrou um tabu de 15 anos sem vitórias contra o Brasil.

O próximo jogo do Brasil é na terça-feira, contra a Venezuela, em Fortaleza, a partir das 22h.(Foto: AFP)O jogoO Estádio Nacional de Santiago não viveu grandes emoções no primeiro tempo. Numa partida amarrada, o Brasil teve atuação sólida, especialmente na defesa, e conseguiu anular as principais peças ofensivas chilenas. Por outro lado, os comandados de Dunga não conseguiram transformar a relativa soberania em chances claras de gol, criando muito poucas oportunidades. A melhor de todas foi justamente da Roja, que carimbou a trave direita de Jefferson com Alexis Sanchez.

No segundo tempo, o panorama mudou. O Chile voltou melhor e Dunga demorou a mexer, permitindo que o adversário se acertasse em campo. A bola na trave de Isla aos 10 minutos foi um prenúncio do que estava por vir. Aproveitando-se bem das falhas defensivas e da falta de ímpeto ofensivo brasileiro, o Chile achou o caminho do ouro. O primeiro gol saiu aos 27, quando Eduardo Vargas se antecipou à marcação para completar de cabeça uma cobrança de falta. Jefferson ainda encostou na bola, mas não conseguiu evitar o 1 a 0.

Aos 45, quando a torcida já cantava vitória, satisfeita com o placar, o Chile encaixou um conta-ataque que lembrou os melhores momentos da seleção implacável que conquistou a Copa América. Partindo em bloco para a ofensiva, o time da casa deixou a marcação brasileira perdida. Vidal invadiu a área pela esquerda, esperou a saída de Jefferson e, sem egoísmo, rolou para Alexis Sanchez, que entrou com bola e tudo: 2 a 0 e gritos de 'olé' liberados.