Luiz Oliveira, o Bolinha, se torna o 10º representante do boxe brasileiro na Olimpíada de Paris

Luiz foi medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023 e nos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires-2018

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 11 de março de 2024 às 19:06

Com a vitória, Luiz Oliveira se garantiu para disputar sua primeira Olimpíada
Com a vitória, Luiz Oliveira se garantiu para disputar sua primeira Olimpíada Crédito: Divulgação/COB

O boxe brasileiro garantiu o décimo representante nos Jogos Olímpicos de Paris. Trata-se de Luiz Oliveira, o Bolinha (57kg), que nesta segunda-feira venceu o britânico Owain Harris-Allan, por decisão unânime, pela quarta rodada do Pré-Olímpico Mundial, em Busto Arsizio, na Itália.

Já Wanderson de Oliveira (71kg), o Shuga, perdeu para o búlgaro Rami Kiwan e não conseguiu a classificação. Ele disputará o segundo Pré-Olímpico Mundial, que acontecerá entre 23 de maio e 3 de junho, em Bangcoc, na Tailândia. O carioca de 26 anos esteve em Tóquio-2020 e caiu nas quartas de final, ficando a uma vitória da medalha.

Assim como havia feito nas três primeiras lutas, Bolinha mais uma vez tomou a iniciativa e dominou o combate no primeiro round No segundo assalto, Harris-Allan tentou reagir, mas o brasileiro conseguiu manter a superioridade, controlando o duelo no terceiro e último round para ter vitória por decisão unânime. O brasileiro segue na competição e vai disputar a semifinal.

Com a vitória, Luiz Oliveira se garantiu para disputar sua primeira Olimpíada. Neto do medalhista olímpico Servílio de Oliveira, Bolinha é natural de São Caetano do Sul (SP) e tem 23 anos de idade. Seu apelido surgiu na infância porque era uma criança "gordinha". Luiz foi medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023 e nos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires-2018 - onde ele foi, inclusive, porta-bandeira na cerimônia de abertura.

Shuga enfrentou o grandalhão búlgaro Rami Kiwan e conseguiu equilibrar o primeiro assalto, ao perder por 3 a 2. O lutador europeu dominou o segundo assalto e adminstrou a vantagem no terceiro.

PASSAPORTE CARIMBADO

Com a classificação de Luiz, o Brasil já tem dez atletas garantidos em Paris-2024. Os outros classificados são: Tatiana Chagas (50kg), Caroline Almeida (54kg), Jucielen Romeu (57kg), Beatriz Ferreira (60kg) e Viviane Pereira (75kg); Michael Trindade (51kg), Wanderley Pereira (80kg), Keno Marley Machado (92kg) e Abner Teixeira (+92kg).

Haverá 13 categorias em disputa na Olimpíada, das quais sete masculinas e seis femininas. O Brasil só não tem vagas garantidas em três delas. Além da 71kg masculina, a 63,5kg masculina e a 75kg feminina não obtiveram classificações. No Pan de Santiago-2023 e neste Pré-Olímpico, o Brasil foi representado por Wanderson de Oliveira (71kg), Yuri Falcão (63,5kg) e Viviane Pereira (75kg) nessas categorias.