Seleção feminina cai em grupo duro na Olimpíada de Paris-2024

Brasil enfrentará a atual campeã do mundo, Espanha, assim como o Japão

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 20 de março de 2024 às 22:00

Seleção feminina durante disputa da Copa Ouro Concacaf
Seleção feminina durante disputa da Copa Ouro Concacaf Crédito: Leandro Lopes/CBF

A seleção brasileira feminina terá uma chave complicada nos Jogos Olímpicos de Paris-2024, na qual buscará a inédita medalha de ouro. As comandadas de Arthur Elias, que acompanhou o sorteio presencialmente, caíram no Grupo C, ao lado da campeã da Copa do Mundo, a Espanha, além de Japão e África 1, a adversária da estreia (Zâmbia ou Marrocos).

O sorteio contou com a presença de Didier Drogba, astro da seleção da Costa do Marfim. E confirmou a França como cabeça de chave do Grupo A - vai encarar Colômbia, Canadá e Nova Zelândia. Os Estados Unidos ficaram no topo da chave B e a Espanha no C.

Pelo regulamento do sorteio, não poderiam ter dois representantes da Europa em um mesmo grupo, tampouco duas equipes da Concacaf. O Brasil estava no pote 3, ao lado de Colômbia e Austrália. No 1 Figuravam França, Espanha e Estados Unidos, com Alemanha, Japão e Canadá no 2 e, por fim, Nova Zelândia, e dois africanos ainda indefinidos no 4.

Por causa do sorteio dirigido, a Alemanha, primeira escolhida do pote 2, foi direcionada para a chave B, ao lado dos Estados Unidos, África 2 (Nigéria ou África do Sul) e Austrália. Com Canadá ficando ao lado da França e o Japão na chave da Espanha, rival da estreia.

O Brasil foi o último sorteado do pote 3. E, automaticamente, já foi para o Grupo C, com espanholas e japonesas. No fim, ainda ficou definido a rival da estreia: a representante 1 do continente africano.

CHAVE MASCULINA

A Fifa abriu as atividades com o sorteio dos grupos do futebol masculino, no qual o atual bicampeão Brasil ficou fora após decepcionar na fase final do Pré-Olímpico. E com as mesmas regras do feminino, impedindo rivais do mesmo continente juntos

A França foi a cabeça de chave do Grupo A, ao lado de Estados Unidos, um rival que ainda será definido em repescagem mundial e a Nova Zelândia. No Grupo B estão Argentina, Marrocos, África 3 e Ucrânia; enquanto a chave C é composta por África 2, Espanha, Egito e República Dominicana; e o D conta com África 1, Paraguai, Mali e Israel.