Único time a vencer a dupla Ba-Vi, Jequié fez história e está pronto para as semifinais do Baiano

Jipão recebe o Bahia, sábado (9), às 16h, no estádio Waldomiro Borges

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 8 de março de 2024 às 14:12

Capitão do Jequié, João Grilo protege a bola da marcação de Bruno Henrique
Capitão do Jequié, João Grilo protege a bola da marcação de Bruno Henrique Crédito: DIVULGAÇÃO/ JEQUIÉ

Recém-chegado da segunda divisão, o Jequié mostrou sua força logo no retorno à elite do Campeonato Baiano. Único time a vencer Bahia e Vitória na fase classificatória, o Jipão fez história na edição 2024 do estadual e ainda tem mais futebol para mostrar. No sábado (9), às 16h, o time recebe o Bahia, no estádio Waldomiro Borges, para o primeiro confronto da semifinal da competição.

Em 54 anos da fundação, é a primeira vez que o clube do Sudoeste da Bahia tem a oportunidade de disputar uma vaga na grande decisão do torneio. Chegar às semifinais não foi o único feito inédito alcançado este ano. O Jequié também garantiu presença na Série D do Campeonato Brasileiro e, consequentemente, calendário para toda a temporada de 2025.

“Estou me sentindo orgulhoso por tudo que conquistamos em um curto espaço de tempo”, comemorou o gerente de futebol do Jequié, Jayme Brandão. “Foram quatro meses de trabalho, mas que felizmente valeram a pena. Entramos para a história do clube e temos mais algumas metas por lutar, que são as vagas na Copa do Brasil, pré-Copa do Nordeste e, quem sabe, uma final. Mas estamos cientes do tamanho do desafio e o quanto ele merece respeito”, completou o dirigente, à frente do Jequié desde novembro. Antes, havia trabalhado por 17 anos no Bahia.

O Jequié avançou para as semifinais na 4ª colocação, com 14 pontos, após quatro vitórias, dois empates e três derrotas. A campanha fez o time se tornar um dos protagonistas do estadual.

“Fruto de muito trabalho e organização. Fizemos uma boa pré-temporada, investimos na infraestrutura, em hotelaria, nutrição, fisiologia, fisioterapia e logística. Montamos o elenco com muito critério, honramos nossos compromissos financeiros e temos reuniões diárias com troca de informações entre os departamentos”, pontua Jayme Brandão.

Sem desfalques, o Jequié vai reencontrar o Bahia para tentar parar mais uma vez o líder do campeonato. Na estreia do Baiano, o Jipão venceu o tricolor, por 1x0, na Fonte Nova. O gol foi marcado pelo centroavante Alex. Na ocasião, o time da capital atuou com uma equipe alternativa porque a principal fazia pré-temporada em Manchester, na Inglaterra.

“Aquele jogo foi a estreia da competição, em situações atípicas, mas não deixou de ser um grande feito. Agora são dois jogos decisivos e muito difíceis. Estamos nos preparando para levar nossa melhor versão a campo e quando a bola rolar, tudo pode acontecer”, vibrou Jayme Brandão.