INDISCIPLINA

Vitória é uma das equipes com mais cartões vermelhos e menos amarelos na Série A

Na última partida, o Leão terminou o jogo com dois jogadores expulsos

  • Foto do(a) author(a) Alan Pinheiro
  • Alan Pinheiro

Publicado em 4 de junho de 2024 às 05:00

Dudu e Wagner Leonardo em disputa de bola durante treino: dupla já foi para o vestiário mais cedo no Brasileiro
Dudu e Wagner Leonardo em disputa de bola durante treino: dupla já foi para o vestiário mais cedo no Brasileiro Crédito: Victor Ferreira/EC Vitória

Quando o árbitro é chamado pelo VAR, os minutos entre a revisão do lance e a decisão final enchem os torcedores de angústia, principalmente se acabar prejudicando o seu time. No sábado (1º), foram os rubro-negros que ficaram apreensivos após Patric Calmon e Dudu receberem o cartão vermelho. Com as expulsões, o Vitória está entre as equipes mais indisciplinadas do Campeonato Brasileiro.

Além do lateral e do volante, os zagueiros Wagner Leonardo e Camutanga também já foram mandados ao vestiário mais cedo nesta Série A, contra São Paulo e Vasco, respectivamente. O camisa 13, inclusive, não pôde ser relacionado pelo Leão para o último compromisso justamente por estar cumprindo a expulsão. Os quatro cartões vermelhos deixaram o Vitória na liderança do Brasileirão neste quesito, empatado com o Atlético-GO.

Já em relação aos amarelos, a situação rubro-negra é completamente diferente. Ao longo das seis partidas disputadas na competição, o Vitória é a equipe que menos sofreu a punição, empatado com o Flamengo: cada um foi advertido 12 vezes pelos árbitros. Com uma ressalva: o clube carioca entrou em campo em um duelo a mais, sete no total. Vale destacar ainda que o embate contra o Cruzeiro, válido pela quarta rodada do Brasileirão, terminou sem atletas do Leão recebendo cartão.

Após o jogo contra o Atlético-GO, o técnico Thiago Carpini lamentou a expulsão de PK em entrevista coletiva no Barradão.

“Sem dúvidas, a gente conversa sobre isso. Entra também na questão do emocional e da confiança. A falta de efetividade, confiança e resultado talvez estejam atrapalhando um pouco. Algumas coisas ainda não se encaixam. É muito importante levar o 11 contra 11 até o final. Com um a menos, é complicado, só ficamos com o Janderson na transição”, respondeu o treinador.

O comandante também falou sobre a outra expulsão da partida, que aconteceu após Dudu receber o segundo amarelo. O camisa 21 do Leão é o atleta do time com mais cartões na Série A. “Conversei quando ele estava amarelado. Ele falou que estava com a cabeça boa. É um cara que, mesmo em uma noite ruim, ele tem saída, competitividade e identificação com o clube. Quando acontece a segunda expulsão, a ideia era mesmo segurar para não sofrer um resultado pior e mexer ainda mais com o psicológico dos atletas”, disse.

A indisciplina do Vitória é uma novidade em relação à campanha que terminou com a conquista da Série B, em 2023. No ano passado, o Leão jogou as 38 rodadas e teve apenas dois jogadores expulsos. Apenas Camutanga recebeu diretamente o vermelho, no empate por 0x0 contra o Atlético-GO, fora de casa.

Já em relação a amarelos, o clube manteve a média, sendo advertido 14 vezes com cartões nas seis primeiras partidas da Segundona do Brasileiro em 2023.

Sem Dudu e PK, Carpini terá que resolver o mental do time para enfrentar o Cuiabá na quarta-feira (5), às 20h na Arena Pantanal. O jogo, válido pela 2ª rodada da Série A, havia sido adiado pela presença do rival do Leão na semifinal da Copa Verde.

Jogadores do Vitória que tomaram cartões amarelos:

Camutanga

Lucas Esteves (2x)

Alerrandro

Zeca

Léo Naldi

Matheuzinho

Bruno Uvini

Dudu (2x)

Castilho

Willean Lepo

Jogadores do Vitória que tomaram cartões vermelhos:

Wagner Leonardo

Camutanga

PK

Dudu