INCENTIVO AO ESPORTE

Arena Multiuso vai homenagear Antônio Balbino

Obras devem começar em até 30 dias e terá investimentos de R$ 162 milhões

  • Foto do(a) author(a) Gilberto Barbosa
  • Gilberto Barbosa

Publicado em 1 de abril de 2024 às 10:18

Arena Multiuso
Arena Multiuso Crédito: Divulgação

Quase 15 anos após a demolição do antigo Ginásio Antônio Balbino, os amantes do esporte olímpico ganharão uma nova casa em Salvador. A ordem de serviço para a construção da nova Arena Multiuso foi assinada na manhã desta segunda-feira (1) pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis. A arena será nomeada de Arena Esportiva Governador Antônio Balbino, em homenagem ao ex-governador.

A arena terá capacidade para 7,3 mil pessoas e será construída na região do Parque dos Ventos, na Boca do Rio, ao lado do Centro de Convenções. Também estão previstos uma praça de alimentação, estacionamento e climatização. As cadeiras mais próximas à quadra serão retráteis. Serão investidos R$162 milhões para o projeto, com previsão de entrega em 24 meses. A previsão é que as obras comecem em até 30 dias. Além de esportes, o espaço poderá receber eventos musicais, com a capacidade ampliada para 12,5 mil espectadores.

"Era um equipamento que faltava na nossa cidade, desde a demolição do Balbininho em 2010, Salvador deixou de ter uma grande arena esportiva as diversas modalidades esportivas, perdemos em competitividade para outras praças. Demos início a essa grande obra, com investimentos de R$162 milhões, capacidade de 12 mil pessoas, climatizada, arquibancada retrátil. É um equipamento versátil que pode ter diversos formatos para diversas competições esportivas, eventos festivos, de negócios, realizar shows nacionais e internacionais", afirmou o prefeito Bruno Reis.

Assinatura da ordem de serviço da Arena Multiuso
Assinatura da ordem de serviço da Arena Multiuso Crédito: Gilberto Barbosa/CORREIO

Presente no anúncio, o presidente do Bahia, Emerson Ferretti, falou sobre a importância do equipamento para a cidade e também para o clube, que vai implantar modalidades olímpicas. "É uma necessidade da cidade. A gente está muito feliz, ainda mais no momento que o Bahia está criando modalidades olímpicas, vai investir no projeto olímpico", disse.

O secretário municipal de Infraestrutura, Luiz Carlos, destacou que o equipamento vai movimentar também a economia da cidade. "Alavanca o turismo, fortalece a economia e promove a cidade para o mundo. Quando a gente realiza eventos musicais, culturais, campeonatos, como vai acontecer, leva o nome de Salvador para o mundo. A gente oportuniza as pessoas a virem, a participar de eventos, e também fortalece a economia local, desde o setor hoteleiro até o comércio", afirma.

Segundo o prefeito, com o novo espaço, a região terá quatro grandes equipamentos que serão complementares: a Arena Esportiva Governador Antônio Balbino; o Parque dos Ventos, que terá os equipamentos aproximados para o encaixe da arena e receberá novos atrativos futuramente; e a Arena Daniela Mercury, onde é realizado o Festival da Virada.

O antigo Ginásio Antônio Balbino foi a casa dos esportes olímpicos na capital. Inaugurado em 1958, o local ficava localizado na Ladeira Fonte das Pedras, ao lado da antiga Fonte Nova e recebeu diversos eventos, com destaque para as lutas do então campeão mundial de boxe, Acelino "Popó" Freitas. O espaço fazia parte da Vila Olímpica da Fonte Nova, que também contava com uma piscina olímpica e uma pista de atletismo. Foi demolido em 2010 para a construção da nova Arena Fonte Nova, sede da Copa do Mundo de 2014. Um estacionamento foi construído no local.

Nos anos seguintes, novos locais foram entregues na tentativa atender a demanda por esportes olímpicos em Salvador. O Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, com capacidade para 2 mil pessoas, que foi entregue em 2014 e recebeu os jogos da equipe de basquete do Vitória no Novo Basquete Brasil (NBB). Também foram inauguradas a nova Piscina Olímpica da Bahia, na Avenida Bonocô, em 2016 e a Arena Aquática, localizada na orla da Pituba, em 2018. Os dois espaços são voltados para a prática de natação e outros esportes aquáticos.

Uma outra arena com capacidade para 2 mil pessoas foi construída no bairro de Ipitanga, em Lauro de Freitas. A Arena de Esportes da Bahia recebeu eventos de judô, karatê e edições do Campeonato Brasileiro de Ginástica, com participação da campeã olímpica Rebeca Andrade.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro