TEA

Artista plástico Bernardo Ribeiro Tochilovsky lança exposição Singularidade

Lançamento acontece nesta terça (2), em celebração ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 1 de abril de 2024 às 17:46

Artista plástico Bernardo Ribeiro Tochilovsky lança exposição Singularidade
null Crédito: Divulgação

Para celebrar o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, que acontece nesta terça-feira (2), o pintor brasileiro, Bernardo Ribeiro Tochilovsky, que está no espectro do autismo, lança a exposição Singularidade. A mostra individual conta com 20 obras selecionadas com a curadoria da Edição Especial Expoarte Grupo Empório, assinada pela Founder e CEO, Elis Piñón, e pelo Especialista no Mercado de Luxo de Arquitetura e Design, Márcio Sobral.

Diagnosticado com autismo aos seis anos, Bernardo, 24 anos, tem brilhado na carreira escolhida como um talento que já desponta nacional e internacionalmente. Realizou exposições coletivas e individuais em Salvador, São Paulo, Minas Gerais, Marrocos e Portugal. Entre elas, participou das comemorações do Centenário da Semana de Arte Moderna na Art Lab Gallery Oscar Freire e teve obras transformadas em estampas de tecidos para moda feminina e em objetos decorativos, em Belo Horizonte.

Artista plástico Bernardo Ribeiro Tochilovsky lança exposição Singularidade
Bernardo está no espectro do autismo Crédito: Divulgação

"Ele usa seu talento para colorir o mundo como o enxerga, com produções surpreendentes. Imagens que palavras não explicam, tamanha sensibilidade”, traduz o pai, Alejandro Tochilosvky.

“Desenhar é a coisa que eu mais amo fazer. Gosto de desenhar as pessoas que me visitavam e tudo o que eu vejo. Tenho uma lembrança muito gostosa da época em que ficava horas desenhando”, explica o próprio artista, que mantém uma rotina disciplinada voltada para o aprimoramento do seu trabalho artístico.

O trabalho de Bernardo, com um olhar e um colorido tão especiais, chamou a atenção da Founder e CEO da Empório Decor e Empório Experience, Elis Piñón, pela identidade em comum com a natureza. Tema que mapeou a curadoria da Edição Especial Expoarte Grupo Empório. A vernissage de lançamento, nesta terça (2), é apenas para convidados.

A mostra pode ser visitada, gratuitamente, a partir de quarta-feira (3) até o dia 29 deste mês, na sede do Grupo Empório - Av. Cardeal da Silva, 111, Federação. A vernissage de lançamento, nesta terça (2), é apenas para convidados.

“A obra de Bernardo nos encantou e a nossa curadoria foi muito fluida. A família Ribeiro Tochilovsky já tinha as obras dele todas mapeadas, em séries, e nossos sentidos multissensoriais nos levaram imediatamente para os quadros que revelam a exuberância da natureza, tema que guiou a montagem desta Edição Especial da Expoarte, que tem total sintonia com a biofilia dos ambientes da charmosa Casa Verde da Empório e com o gosto apurado do nossos clientes”, comenta a empresária Elis Piñón.

De fato, a escolha foi muito fácil, concorda Márcio Sobral. “Casou muito bem com a identidade do Grupo Empório de sempre enaltecer a natureza. Agora teremos o olhar especial de Bernardo, mais sensível, um artista com um trabalho inovador e muito nobre. Foi surpreendente participar dessa curadoria, perceber que Bernardo nos ensina a olhar o mundo colorido, trazendo para a sua arte os lugares e o cotidiano retratados de uma forma mágica, bela e sutil, com o dom de um artista diferenciado do universo comum”, completa o especialista.

Artista em ascensão

Segundo a mãe de Bernardo, Maria Ângela Tochilovsky, a arte do filho é pura como ele. "Nos toca de uma forma muito sincera, sem preâmbulos ou rodeios, Os olhos de Bernardo alcançam para além do que não vemos, do que está ali e acolá, a todo lado, mas que nos passa despercebido no dia a dia”, explica. O que ela mais admira em Bernardo é a determinação, que também aparece nos traços firmes de seus desenhos, assim como nas escolhas do que decide pintar. “Outra caraterística muito forte é a afeição que ele tem pelas pessoas. Sente muita saudade de quem não vê e faz desenhos para presenteá-las ou expor depois, convidando a todos para se encontrarem nas exposições".

Desde pequeno, Bernardo escolheu o desenho como forma de lidar com sentimentos pelas pessoas, emoções e expressar suas percepções do mundo. Bernardo vem evoluindo em sua trajetória profissional com um estilo singular, com formas, texturas e cores que seguem caminhos de criação e misturas estéticas, o que lhe conferiu o apelido de “poeta das cores”.