Bahia despenca sete posições e é pior do Nordeste em ranking de competitividade

Ranking é feito anualmente pelo CLP e traz São Paulo na liderança

Publicado em 23 de agosto de 2023 às 14:00

Segurança pública é um dos tópicos levados em conta no ranking
Segurança pública é um dos tópicos levados em conta no ranking Crédito: Arisson Marinho/CORREIO

A Bahia perdeu sete posições no Ranking de Competividade dos Estados, que teve nova edição divulgada nesta quarta-feira (23) pelo Centro de Lidrança Pública (CLP). O estado aparece na 24ª posição, quando no ano passado estava em 17º.

Ao Estado de S. Paulo, Lucas Cepede, gerente de competitividade do CLP, avaliou que a Bahia teve quedas expressivas nos quesitos de capital humano, eficiência da máquina pública, inovação e sustentabilidade ambiental.

A Bahia é o pior estado do Nordeste no ranking. Os únicos três estados abaixo da Bahia na lista são do Norte do país: Roraima, Amapá e Acre.

O ranking desse ano mostra São Paulo ampliando sua diferença na liderança. O ranking leva em conta 99 indicadores ligados a infraestrutura, sustentabilidade social e ambiental, segurança pública, educação, solidez fiscal, efici~encia da máquina pública, capital humano, potencial de mercado e inovação.

Os 11 primeiros estados no raking são os mais ricos do país. Depois de São Paulo, aparecem Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal. Fecha o top 5 o Rio Grande do Sul. O estado do Nordeste melhor colocado é o Ceará (12º), seguido da Paraíba (13º).

O ranking é feito anualmente pelo CLP.

VEJA O RANKING:

1) São Paulo

2) Santa Catarina

3) Paraná

4) DF

5) Rio Grande do Sul

6) Minas Gerais

7) Goiás

8) Mato Grasso

9) Mato Grosso do Sul

10) Espírito Santo

11) Rio de Janeiro

12) Ceará

13) Paraíba

14) Amazonas

15) Tocantins

16) Pernambuco

17) Alagoas

18) Rondônia

19) Sergipe

20) Pará

21) Maranhão

22) Piauí

23) Rio Grande do Norte

24) Bahia

25 ) Roraima

26) Amapá

27) Acre