Cães recebem aplicação gratuita de vacina V10 no Parque da Cidade

Ação acontece nesta semana

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 19 de março de 2024 às 11:21

Cajazeiras recebe mutirão de vacina V10
Cajazeiras recebe mutirão de vacina V10 Crédito: Bruno Concha/Secom PMS

A 4ª edição da vacinação V10 gratuita para cães acontecerá no Parque da Cidade, no Itaigara, em Salvador, nesta quarta (20) e quinta-feira (21). A iniciativa da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Resiliência, Bem-Estar e Proteção Animal (Secis) garante a proteção dos caninos contra 10 tipos de doenças.

Os interessados serão atendidos por ordem de chegada, a partir das 09h; ao todo, serão mil doses aplicadas por dia, totalizando 2 mil imunizantes. Os tutores poderão vacinar até dois animais por CPF.

A titular da Secis, Marcelle Moraes orienta que os tutores devem ficar atentos às restrições. “Animais doentes, gestantes, lactantes e fêmeas no cio; animais em uso de antibiótico ou em uso de anti-inflamatório; animais que passaram por algum procedimento cirúrgico em menos de 20 dias; animais com menos de 45 dias de vida, esses não podem ser vacinados”, elenca.

No caso do animal, caso nunca tenha tomado a vacina e seja filhote, é preciso obedecer ao intervalo de 21 a 28 dias entre as doses para a aquisição de anticorpos contra as doenças. A dose de reforço também não deve ultrapassar o período máximo de 30 dias para aplicação. Em casos extremos de doença a vacinação pode ser adiada.

Prevenção

Este ano, o projeto itinerante de vacinação da Secis assegurou mais de 5 mil doses (esquema primário e reforço) de proteção para os cachorros das localidades de São Bartolomeu, Itapuã e Cajazeiras.

A V10 é considerada fundamental na prevenção de doenças como cinomose, parvovirose, coronavirose, adenovirose, para influenza, hepatite infecciosa canina, além de quatro tipos de leptospirose, totalizando dez tipos de antígeno.

A medida municipal visa promover qualidade de vida e saúde aos animais de pessoas de baixa renda, protetores independentes e de ONG’s. A vacina, na rede privada, pode custar até R$270.