DPT identifica mais uma vítima da chacina de Mata de São João

Homens invadiram casa e mataram nove pessoas

  • D
  • Da Redação

Publicado em 30 de agosto de 2023 às 15:16

Chacina em Mata de São João deixou nove mortos
Chacina em Mata de São João deixou nove mortos Crédito: Arisson Marinho/CORREIO

O Departamento de Polícia Técnica (DPT-BA) identificou nesta quarta-feira (30) mais uma vítima da chacina de Mata de São João, que aconteceu na última segunda-feira (28). Agora, das nove vítimas, oito já foram formalmente identificadas pela polícia.

Cristiane Bispo dos Santos, de 37 anos, foi identificada pelas impressões digitais.  Cristiane estava na primeira casa atacada, quando homens armados invadiram o imóvel por volta das 2h30 da manhã. Além dela, foram mortos nessa casa Carlos Augusto Gonzaga dos Santos, 41 anos, o Préa, apontado como alvo dos bandidos; os dois filhos dele, Gabriel Souza Santos, 13, e Carla Souza Santos, 17; e ainda Brenda Bispo dos Santos, 16 e Bianca dos Almeida, 18. Ainda há uma vítima não identificada.

Na casa ao lado, invadida pelos bandidos depois que um adolescente de 12 anos fugiu da primeira residência e buscou socorro com as vizinhas, foram mortas Clícia Costa Magalhães, 35 anos, e Sara Miranda Magalhães, 56 anos.

Segundo a delegada Christhiane Inocência Coelho, diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), Clícia e Sara abriram a porta de casa para ajudar um vizinho, adolescente de 12 anos, que pediu socorro. Ele teve mais de 50% do corpo queimado e está internado no Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo a TV Bahia, Sara e Clícia eram mãe e filha.

Os outros cinco pessoas são da mesma família e estavam na casa incendiada. Segundo a Polícia Civil, um homem conhecido como Preá era o alvo principal do ataque. Não há confirmação de que ele seja o rapaz identificado como Carlos Augusto.

Crime

Sete pessoas foram encontradas mortas carbonizadas e uma ferida com queimaduras na localidade de Núcleo Colonial JK, em Mata de São João, na manhã da última segunda-feira (28), além de duas mulheres mortas a tiros em uma casa ao lado. Ao todo, foram nove mortos e um ferido.O adolescente de 12 anos foi encontrado vivo com 50% do corpo queimado e encaminhado para o hospital com ferimentos graves. A identidade dela está sendo preservada por ser menor de 18 anos. As duas mulheres baleadas foram atingidas na frente de casa quando saíram para ajudar o adolescente.

A principio, a Polícia Civil trabalhava na linha de investigação de que o homem apontado como pivô do crime, identificado como Preá, faria parte da facção Tropa e que o ataque a ele teria sido comandado por homens do grupo criminoso Bonde do Maluco (BDM). Nesta terça-feira (29), no entanto, os indícios apontaram para outra motivação.

A delegada Christiane diz que os criminosos por trás da chacina fazem parte de uma mesma facção criminosa que Preá. Apesar disso, o que teria motivado o crime é que o mandante sentia ciúmes do alvo, uma das vítimas.

Mandante da chacina foi morto pela polícia

Três envolvidos na chacina foram localizados na madrugada desta terça-feira (29), por policiais civis. Dois deles foram mortos em confronto e um foi preso.

Segundo informações da Polícia Civil, eles estavam escondidos em uma área de mata. Na ação, um foi preso em flagrante por homicídio qualificado e outros dois resistiram atiraram contra os policiais. Segundo a polícia, os dois foram baleados, socorridos para o hospital, mas não resistiram.

O quarto envolvido ainda está sendo procurado dentro de uma região de mata", explicou a delegada Christhiane Inocência.