Guardas municipais suspeitos de espancar homem em Bonfim são afastados por tempo indeterminado

Cinco agentes da corporação são suspeitos de participar do episódio registrado na Praça Nova do Congresso

Publicado em 10 de dezembro de 2023 às 12:22

Vídeo da agressão foi compartilhado nas redes sociais
Vídeo da agressão foi compartilhado nas redes sociais Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Os cinco agentes da Guarda Municipal de Senhor do Bonfim suspeitos de espancar um homem em uma praça do município, na última quarta-feira (6), foram afastados pela corporação por tempo indeterminado. A informação foi confirmada pelo comandante da corporação, Carlos Miranda.

O caso aconteceu na Praça Nova do Congresso, que é atração da cidade por causa das ornamentações de Natal. Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o momento em que os agentes agridem o homem, de identidade desconhecida.

De acordo com a Guarda Municipal, o episódio aconteceu após o homem, que é uma pessoa em situação de rua, proferir agressões verbais e ameaças aos agentes da corporação. Isso teria acontecido porque os guardas verificavam uma agressão do homem a um cidadão bonfinense, que, segundo informações preliminares, possui transtorno mental.

"Não quero aqui justificar a falha pontual dos envolvidos [guardas municipais], porém é necessário que se esclareça tal situação. Essas pessoas que estão em situação de rua não são de Senhor do Bonfim. Elas aparecem aqui nesta época do ano, pois a cidade se transforma em uma linda cidade natalina", diz Miranda.

Ainda conforme o comandante da Guarda Municipal de Senhor do Bonfim, alguns "andarilhos" pedem esmolas à população que frequenta a Praça Nova do Congresso e acabam cometendo agressões quando não recebem nenhuma ajuda financeira.

"Até o momento, o que sabemos é que esses andarilhos vem tirando o sossego da população com furtos e pedindo esmolas à população e, quando não recebem a ajuda das pessoas, acabam cometendo agressões, principalmente com palavras de baixo calão, uso de bebidas alcoólicas e possível outras drogas não-lícitas", afirma Carlos Miranda.

Em nota publicada nas redes sociais, há dois dias, a prefeitura de Senhor do Bonfim informa que tem conhecimento dos vídeos sobre o caso, classifica o episódio como um "incidente" e afirma que está adotando as medidas necessárias para a investigação do ocorrido.

"Informamos que a situação já está sendo devidamente apurada, com a seriedade e a transparência que o caso requer. A Prefeitura está comprometida em garantir a segurança e o bem-estar de todos os seus cidadãos e não tolerará condutas que violem esses princípios", diz trecho da nota.