Luzia Mota é reeleita reitora do Instituto Federal da Bahia

Eleições também elegeram os diretores dos 21 campi da instituição nesta última quinta-feira (30)

Publicado em 1 de dezembro de 2023 às 21:06

Luzia Mota é reeleita reitora do IFBA
Luzia Mota é reeleita reitora do IFBA Crédito: André Almeida/Divulgação

A professora Luzia Mota foi reeleita reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba) para o período 2024-2027. A consulta à comunidade do Instituto foi realizada na última quinta-feira (30), das 8h às 21h. Além da reitora, também foram escolhidos diretores-gerais dos 21 campi espalhados pela Bahia. Os números e detalhamentos relativos ao processo eleitoral, previstos para serem anunciados nesta sexta-feira (1º), ainda não foram divulgados pela Comissão Eleitoral Central.

Na disputa pelo máximo cargo da instituição, Luzia concorreu com o professor Fabíolo Amaral, atual diretor do campus Eunápolis, e com o professor Renato Anunciação, ex-reitor que a antecedeu na Reitoria do Ifba. “Espero, nesses próximos quatro anos, consolidar o Instituto Federal da Bahia como uma instituição autônoma, orgânica, saudável, produtiva e revolucionária, já que transformar vidas através da educação pública de qualidade, da pesquisa voltada para o desenvolvimento social, da extensão tecnológica [...], é uma ação revolucionária”, disse a reitora.

A reeleição ocorreu ancorada na promessa de consolidação do projeto de reinserção do Ifba na agenda regional e nacional. Dentre as principais ações desenvolvidas na primeira gestão de Luzia Mota, estão a implantação de cinco Centros de Referência com ofertas de cursos de formação inicial e continuada e prestação de serviços tecnológicos às comunidades de Camacã, São Desiderio, Itatim, Campo Formoso e Jaguaquara, a implementação da política interseccional de enfrentamento ao assédio sexual e moral, e o estabelecimento da Política de Atenção à Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho (Pasquav).

“Essas políticas são importantes instrumentos de execução de ações nos campi. Aprovamos e implementamos em todo o IFBA. Todas são construídas através de um fluxo que passa pela constituição de uma comissão interna, consultas e audiências públicas e depois vai para aprovação do Conselho Superior”, detalha Luzia.

Para o próximo ciclo à frente da Reitoria, são destaques as propostas que visam a redução dos índices de evasão através de maior investimento no programa de assistência estudantil, desenvolvimento de agenda ligada à pesquisa e a extensão, e fortalecimento da relação entre a Reitoria e os diretores dos campi, com intuito de fortalecer a integração da instituição.

Após o anúncio dos dados eleitorais, o próximo passo é o julgamento dos recursos e publicação dos resultados finais da eleição. Estes últimos têm previsão de serem publicados no dia 6 de dezembro, enquanto a homologação dos nomes da reitora e diretores-gerais eleitos será realizada em Reunião Ordinária do Conselho Superior (Consup), no dia 15 de dezembro de 2023.

Quem é

Natural de Salvador, Luzia Matos Mota foi aluna da antiga Escola Técnica Federal da Bahia, hoje IFBA, instituição da qual é professora desde 1994 e a atual reitora. Filha de uma família da classe trabalhadora e caçula de sete irmãos, viveu a infância e cresceu no do bairro de Castelo Branco, na capital baiana. Licenciada em Física pela Universidade Federal da Bahia, foi aprovada em 1994 no concurso do então Cefet-BA, onde iniciou a carreira como professora de Física, do então Cefet-BA, que, em 2008, com a Lei nº 11.892, se tornou o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo