CRISE

Sem acordo com empresas, rodoviários ameaçam novos atrasos em garagens

Nova reunião de negociação foi agendada para próxima terça (14)

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 9 de maio de 2024 às 12:34

Ponto de ônibus em Salvador
Ponto de ônibus em Salvador Crédito: Arisson Marinho / CORREIO

Mais uma rodada de negociação entre o Sindicato de Rodoviário e o representante patronal terminou sem acordo na manhã desta quinta-feira (9) e, como resultado, a categoria ameaça novos atrasos nas saídas de garagens em Salvador. Ainda não há data definida para a mobilização.

A principal reivindicação é de aumento salarial. As empresas oferecem um reajuste de 1,13%, mas, para os trabalhadores, a proposta é desrespeitosa. "Retrato de um verdadeiro escárnio e golpe baixo. A categoria batalha diariamente transportando vidas e exercendo uma função essencial para o funcionamento da cidade", reclama o Sindicato. 

A diretoria dos rodoviários informou que irá se mobilizar para organizar ações e informará os próximos passos através das suas redes sociais. Diante do impasse, foi agendada mais uma reunião de negociação para a próxima terça-feira (14).

Além do reajuste salarial, as empresas mantiveram as seguintes propostas: todas as horas extraordinárias podem ser compensadas num prazo de 1 ano; seja garantido pelo menos uma folga aos domingos; os cobradores poderão ter folga aos domingos e feriados e jornada em tempo parcial com até 30 horas sem limites de números de trabalhadores contratados.