RODOVIAS BAIANAS

Semana Santa na Bahia teve mais acidentes e menos mortes em relação a 2023

No feriado do ano passado, a PRF registrou 35 acidentes totais, oito a menos do que o número divulgado em 2024

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 1 de abril de 2024 às 16:56

A PRF registrou 43 acidentes e sete mortes durante a operação da semana santa
A PRF registrou 43 acidentes e sete mortes durante a operação da semana santa Crédito: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta segunda-feira (1°), o balanço das ocorrências registradas durante o período da Semana Santa na Bahia. Em relação ao mesmo período em 2023, as rodovias baianas tiveram 43 acidentes e sete mortes.

No feriado do ano passado, a PRF registrou 35 acidentes totais, oito a menos do que o número divulgado em 2024. Já em relação a óbitos, a PRF na Bahia registrou uma redução no número total de mortes. Em 2023, foram oito mortes nas rodovias baianas, enquanto sete óbitos ocorreram neste ano.

No total, foram fiscalizados 4.515 veículos foram fiscalizados e cerca de 5.806 pessoas foram abordadas em ações de policiamento da PRF nas rodovias federais da Bahia.

Operação Semana Santa

No feriado prolongado, as atividades desenvolvidas pela instituição foram concentradas principalmente na segurança viária, com foco especial nas condutas de ultrapassagens proibidas, à embriaguez ao volante, controle de velocidade, ao não uso do cinto de segurança e demais dispositivos de retenção obrigatórios, ao uso do celular ao volante, condições de conservação dos veículos, ao transporte de carga e trânsito irregular de motocicletas e ciclomotores.

A PRF autuou 3.521 condutores cometendo infrações diversas. Foram 861 autos emitidos para ultrapassagens em locais proibidos. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário.

Durante as abordagens, foram realizados 3.365 testes com etilômetro (aparelho utilizado para aferir a quantidade de álcool ingerido pelo condutor, conhecido popularmente como bafômetro), o que resultou no flagrante de 99 motoristas que assumiram o volante depois de consumir bebida alcoólica.

O uso dos equipamentos de segurança obrigatórios também esteve no foco das fiscalizações. A PRF flagrou e autuou 48 motoristas pelo transporte de crianças sem o dispositivo de retenção adequado. Já pela não utilização do cinto de segurança, equipamento obrigatório para condutor e passageiros, foram realizadas 307 autuações.