CAMPANHA SALARIAL

Servidores estaduais de saúde realizam protesto em Salvador

Ato aconteceu na Avenida ACM na manhã desta quarta-feira (15)

  • Foto do(a) author(a) Gilberto Barbosa
  • Gilberto Barbosa

Publicado em 15 de maio de 2024 às 11:46

"Não vai ter arrego! Paga os 10% ou não vai ter sossego!", "A saúde parou!". Esses eram os lemas dos servidores estaduais da saúde que se mobilizaram em protesto na Avenida Antônio Carlos Magalhães, em Salvador, na manhã desta quarta-feira (15).

O protesto causou lentidão no trânsito da região. Na última segunda-feira (13), o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde-BA) anunciou uma paralisação de 72 horas em todo o estado. Às 15h, a categoria, que está com indicativo de greve, se reúne em assembleia geral para discutir os próximos movimentos da classe.

De acordo com o sindicato, a paralisação das atividades foi motivada pela falta de reajustes salariais com correção da inflação anual para a categoria. Desde o início do mês de abril a categoria tem alegado 54,25% em perdas salariais, vindo de governos anteriores. Os trabalhadores pedem reajuste de 10% ao governo que, por sua vez, sugere a margem de 4%.

Em ao menos 15 diferentes pontos do estado os servidores estão se realizando manifestações na porta dos núcleos ou hospitais estaduais. Os atos já foram realizados em Salvador, Feira de Santana, Serrinha, Itaberaba, Irecê, Vitória da Conquista, Itapetinga, Cruz das Almas, Teixeira de Freitas, Itamaraju, Ilhéus, Itabuna, Amargosa, Seabra e Ibotirama.