Suspeito de sequestrar mulheres durante corridas por app confessa um dos crimes

Jonatas dos Reis foi preso na manhã desta quarta-feira (8) após se apresentar na 16ª Delegacia Territorial da Pituba

Publicado em 8 de novembro de 2023 às 14:22

Uber
Aplicativo de corridas Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Suspeito de sequestrar cinco mulheres em Salvador durante corridas por aplicativo, o motorista Jonatas dos Reis, 30 anos, confessou ter cometido um dos crimes nesta quarta-feira (8), na 16a Delegacia Territorial da Pituba. De acordo com a titular da DT, Maritta Souza, a polícia cumpriu dois mandados de prisão temporária por 30 dias contra o suspeito, com direito a prorrogação de mais 30.

O motorista é investigado como principal suspeito de cometer quatro sequestros, contra cinco vítimas, nas regiões dos bairros Pituba e Costa Azul e na Avenida Tancredo Neves. Durante as ocorrências, ele aceitava as corridas pelo aplicativo da Uber e as cancelava após as vítimas entraram no carro. Em seguida, ele anunciava o sequestro e ameaçava as mulheres com uma arma.

De acordo com a advogada de defesa, Acácia Cristina da Cruz, que acompanhou Jonatas durante a apresentação à delegacia, o suspeito alega ter cometido um dos fatos porque precisava quitar uma dívida com um agiota. "Ele se apresentou por livre e espontânea vontade, assumindo um dos crimes, cometido no dia 28 de setembro", afirma.

O suspeito atribui os outros três crimes a um outro homem, identificado apenas por Silvino. Esse suposto criminoso teria alugado o carro de Jonatas para fazer corridas à noite e cometido os sequestros.

A versão apresentada pelo principal suspeito é fraca. Segundo a delegada Maritta, ele afirma não saber o sobrenome, nem o contato dessa pessoa. Além disso, a polícia encontrou uma conta no aplicativo com o nome de Silvino, mas com a foto de Jonatas. "Essa versão nos leva a crer que é uma desculpa dele [Jonatas]", disse a delegada.

Após o cumprimento dos dois mandados de prisão, a Polícia Civil continua com as investigações e deverá, em breve, solicitar a prisão preventiva do suspeito.