Aos 93 anos, ex-guarda de Auschwitz será julgado por assassinatos

O acusado responderá pela participação em 1.075 assassinatos

Publicado em 5 de fevereiro de 2016 às 23:00

- Atualizado há 10 meses

(Foto: AFP)Um antigo guarda do campo de concentração de Auschwitz será julgado pela Justiça alemã por cumplicidade nos assassinatos que ocorreram no local, no período do regime nazista. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (5), na Audiência Provincial de Hanau, centro da Alemanha.Aos 93 anos, o homem é acusado de ter participado dos crimes durante a Segunda Guerra Mundial, afirmou o tribunal. Segundo informações da agência de notícias EFE, o processo foi aberto pelo fato do acusado estar em plena posse de suas faculdades. O julgamento deverá acontecer em abril.

O tribunal afirma que há provas suficientes de que o ex-funcionário participou dos crimes no campo de concentração. A acusação diz respeito a três transportes de deportados e pelo menos a 1.075 assassinatos. O acusado trabalhou em Auschwitz entre 1 de novembro de 1942 e 25 de junho de 1943.