Princesa japonesa vai casar com plebeu e perder status real

Mako declarou que está "muito feliz" e que sempre soube que iria perder posição

Publicado em 3 de setembro de 2017 às 16:10

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: AFP

A princesa Mako, neta mais velha do imperador do Japão, anunciou neste domingo (3) seu noivado com um pebleu. O casamento vai excluí-la da família imperial por conta de uma lei que tem validade somente para mulheres. Aos 25 anos, Mako declarou que está "muito feliz" e que desde a infância sabia que perderia seu status real por conta do casamento.

"Fazendo o meu melhor para ajudar o imperador e cumprindo os meus deveres como membro da família imperial, cuidarei da minha própria vida", afirmou Mako, em coletiva ao lado do noivo, Kei Komuro, também de 25 anos.

Os dois se conheceram na universidade. Kei trabalha em um escritório de advocacia. Há mais de três anos, ele começou a pedir a princesa em casamento. O noivado seria anunciado em julho, mas foi adiado em respeito às vítimas de inundações fatais que aconteceram no sudoeste do Japão. A previsão é que o casamento acontece no verão de 2018.

Tanto o imperador Akihito quanto seus dois filhos se casaram com plebeias que passaram a integrar a família imperial. O imperador está no poder desde 1989 e no ano passado chegou a expressar desejo de abdicar. UMa lei está sendo feita para que ele possa passar o cargo ao filho, o príncipe herdeiro Naruhito.

Depois de Naruhito, na lista de sucessão, estão seu irmão, o príncipe Akishino, e o filho deste, Hisahito, 10. Por enquanto, não há mais herdeiros masculinos além destes e uma linha de vários séculos pode ser interrompitada caso Hisashito não tenha um filho no futuro.