10 provas que 2020 é uma amostra grátis do apocalipse

em alta
25.06.2020, 12:39:00
Atualizado: 25.06.2020, 13:34:10
(Foto: Reprodução)

10 provas que 2020 é uma amostra grátis do apocalipse

Vespa gigante, micróbio maldito, terceira guerra mundial… lembre tudo que sofremos nos primeiros seis meses do ano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Na última semana viralizou uma teoria defendida por um suposto pesquisador chamado Paolo Tagaloguin que dizia que o famoso Calendário Maia foi lido errado. Segundo Paolo, os cálculos que levaram a previsão do fim do mundo em 2012 estavam incorretos e a verdadeira data do juízo final era 21 de junho de 2020.

Bem, essa teoria é furada por dois motivos. Primeiro, já se passou o fatídico dia e, ao que consta, o mundo continua (mais ou menos) de pé; segundo, e mais importante, não existe nenhum cientista chamado Paolo Tagaloguin, ele era apenas um fake na internet.

Ainda assim, essa previsão fajuta esconde uma verdade inquestionável: 2020 é muito mais apocalíptico que 2012. Oito anos atrás, o dólar circulava na casa dos R$ 2, Menino Ney™ desfilava seu talento nos gramados brasileiros com a camisa do Santos, e, mais importante, ainda não tínhamos presenciado o 7x1. A nossa única preocupação era tirar o hit “Ai se eu te pego” da cabeça. 

Enquanto isso, 2020… err… tem sido 2020.

Só não digo que neste ano já experimentamos de tudo pois vai que os últimos seis meses do ano nos brindam com uma invasão alienígena. Mas é fato que já completamos quase toda a lista de apocalipses possíveis. O biológico com o coronavírus; o geológico com vulcão em erupção; o astronômico com Júpiter tacando asteróides na Terra; e até o bíblico com uma nuvem de gafanhotos - que, por sinal, deve chegar ao Brasil nos próximos dias.

Com a criatividade aguçada devido ao período de reclusão forçada, o brasileiro tem reagido à  situação “rindo de nervoso” com memes e brincadeiras na internet. Pensando nisso, o CORREIO reuniu dez momentos que provam que 2020 é uma amostra grátis do fim do mundo.

Guerra planetária

Cuidado com o que você deseja, pequeno gafanhoto, pois pode acabar virando realidade. Aliás, já existe um vizinho nosso nesta missão! Acontece que no início deste ano surgiu a notícia de que Júpiter estaria fazendo um bico de ‘sniper’ e atirando asteróides na Terra.

Essa é uma teoria defendida pelo astrônomo Kevin Grazier, que garante que o nosso vizinho gigante gasoso, com ajuda de sua enorme gravidade, estaria desviando objetos potencialmente perigosos para o Sistema Solar Interno, onde a Terra está localizada.  

Terceira Guerra Mundial
Se a destruição (ainda) não veio do espaço, quase que o ser-humano resolveu realizar a missão com as próprias mãos. Parece que foi há mil anos, mas em janeiro o brasileiro tinha apenas duas preocupações: escolher a fantasia para o Carnaval (saudades) e a Terceira Guerra Mundial.

E olha que foi por pouco. Quando o Estados Unidos resolveu matar o general Qassem Soleimani, do Irã, em 3 de janeiro deste ano a chapa esquentou. O país asiático chegou a fazer fortes ameaças aos estadunidenses, dizendo que revidaria à altura a afronta. 

Uma base norte-americana foi atacada no Iraque, um avião comercial foi derrubado e, mais importante, os memes brasileiros viraram assunto na TV iraniana com direito a foto de Gretchen. Lembre este momento:

Micróbio maldito
Quando a poeira baixou no Oriente Médio e você pensou que estava tudo bem, que agora 2020 seria top. Mera ilusão. Eis que surge ele, o Você-Sabe-Quem, o micróbio maldito, o nosso maior medo: coronavírus.

A pior coisa de nosso ano, e um dos capítulos mais tristes da nossa história, tem como vilão um ser microscópico capaz de nos destruir. Por causa dele já são mais de 50 mil mortos apenas no Brasil, além de termos que ficar longe das festas, amigos, familiares, crushs… inclusive, deixem de fogo e fiquem em casa, porra!

Oi, sumido
Tava achando que, tal qual o sertanejo universitário, a Zika seria uma praga que deixamos para trás em 2016?

Acontece que nossa velha amiga resolveu dar o ar da graça e voltar com tudo em 2020… tal qual o sertanejo universitário.

Após Salvador sofrer um surto daquela doença cujo nome você precisa pesquisar no Google para escrever corretamente, a chikungunya, o Zika Vírus, também transmitido pelo mosquito da dengue, parece que está fazendo fazer um ‘comeback’ com uma versão mutante em 2020.

Pesquisadores baianos descobriram uma Zika 2.0 que já está circulando pelos estados das regiões Sul e Sudeste e alertaram para a possibilidade de uma nova epidemia (ao ouvir essa palavra faça que nem eu e bata três vezes na madeira).

Vespa gigante
Parece que os pequeninos resolveram nos atormentar neste ano. O problema é que alguns deles tomaram Biotônico Fontoura misturado com Whey e cresceram para causar ainda mais problemas.

Enquanto uma vespa comum não nos causa grandes problemas e conseguimos matá-la, tranquilamente, numa tapa, em 2020 o bicho apareceu numa versão gigante, assassina e capaz matar um ser-humano com uma picada (lá ele).

A tal vespa assassina já existia na Ásia, mas até esse ano ficava lá no seu cantinho. Em 2020 ela se emancipou e está fazendo uma Global Tour, dando rolé em outros cantos do mundo. Ela já foi flagrada fazendo estrago nos Estados Unidos e na Europa - com direito a um espanhol sendo morto por “irmã menor” sua.

Mas, para dar uma acalmada no pânico ‘doismilevintesco’, fique com esse vídeo fofo de uma vespa assassina comendo gelatina.

Krakatoa
Como Claudia Leitte sabiamente explicou nos versos de ‘Insolação no Coração’: “vem aqui meu avião, vem que o Brasil não tem vulcão”. Ou seja: uma preocupação a menos para nós, brasileiros, correto? Sim. Mas não significa que outros serumaninhos também estejam safos. 

E claro que 2020 não iria nos decepcionar e se despedir sem uma grande erupção, não é mesmo? E o vulcão escolhido para voltar à ativa foi simplesmente o Krakatoa, responsável pela segunda erupção mais fatal da história, ocorrida em 1883.

A deste ano foi mais light e não deixou de nos assustar num ano onde qualquer incidente já desperta preocupação.

Cidade dos macacos
Caso a humanidade seja extinta, especialistas supõem que a espécie mais preparada para tomar o controle no planeta são os macacos. Mas parece que, em alguns lugares do mundo, os nossos amigos primatas cansaram de esperar pelo seu “de fora é minha” resolveram tomar o controle de Lopburi, uma cidade na Tailândia.

Acontece que os macacos eram uma grande atração turística do local. Mas como o número de visitantes despencou devido à pandemia, os mais de 6 mil primatas de lá ficaram sem ter quem os alimentasse.

Sem poder fazer uma boquinha, os revoltosos declararam uma revolução no local e os 27 mil humanos estão enclausurados ‘dendicasa’. Quem se aventura a sair não é bem recebido, pois o odor do local ficou intragável devido às fezes dos animais.

Gafanhotos
Quem assistiu ‘Vida de Inseto’ sabe que os gafanhotos não são flor que se cheire. Agora imagine 20 milhões deles formando uma nuvem. Então, é exatamente esse bonde que pode fazer uma visitinha no Brasil nos próximos dias. 

Por enquanto eles estão dando uma volta lá na Argentina e Uruguai, mas os estados da região Sul estão em alerta e o governo federal já declarou estado de emergência por conta dos prováveis invasores. 

Esses insetos não oferecem grandes riscos aos humanos, mas podem destruir lavouras, causando enormes prejuízos. Mas, como diria William Bonner, num ano tão atípico o brasileiro não precisava de mais essa preocupação

Mas o que tem assustado os brasileiros, principalmente os cristãos, é que a nuvem de gafanhotos é uma das 10 pragas do Egito. As outras nove ainda não foram registradas, mas é importante ressaltar que uma delas envolve a morte de primogênitos. Então você, filho mais velho, fique de olho.

Godzilla
Outra nuvem bizarra que pode chegar ao Brasil nos próximos dias é uma de poeira vinda diretamente do Saara. Ela não carrega nenhuma referência apocalíptica, mas homenageia uma criatura igualmente catastrófica: Godzilla.

A ‘nuvem de poeira Godzilla’ é um fenômeno que acontece anualmente nas Américas, mas em 2020 (óbvio) ela é a mais forte já registrada nos últimos 50 anos. Os efeitos já estão sendo sentidos no Caribe e estados como Ceará podem ver o céu mudar de cor graças ao visitante indesejado.

Mari Baianinha fora da final do BBB20
Este não foi o fim do mundo, mas foi a derradeira gota de felicidade de milhões de brasileiros no BBB20, último refúgio de entretenimento na quarentena. No triste dia 21 de abril, a nossa heroína Mari Gonzalez, a Baianinha, foi eliminada do reality em paredão com Manu Gavassi.

Aquela que foi a melhor participante da edição, espalhando doçura pelos quatro cantos da casa mais vigiada do Brasil, não chegou nem a final do programa, deixando os seus súditos órfãos, sedentos por mais dias acompanhando a ‘surda’ mais querida do país.

Recado final
Bem, após relembrar tudo que enfrentamos neste ano, tenho apenas um recado para você: 2020 está apenas na metade.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas