1,3 milhão de CPFs serão investigados por suspeita de fraude no auxílio emergencial

brasil
22.07.2020, 12:08:52
(Foto: Agência Brasil)

1,3 milhão de CPFs serão investigados por suspeita de fraude no auxílio emergencial

Contas na Caixa Econômica serão bloqueadas até que situações sejam esclarecidas

Uma relação de 1,3 milhão de CPFs foi enviada pelo Ministério da Cidadania à Caixa Econômica. A suspeita é que eles tenham sido beneficiados com o auxílio emergencial de forma fraudulenta.

Segundo o portal Metrópoles, as contas desses titulares serão bloqueadas até que seja feita uma verificação detalhada.

“Não é possível afirmar que esses CPFs sejam considerados cancelados ou inelegíveis para receber o benefício. Qualquer indício de ilegalidade, em especial na ótica criminal, é imediatamente informado à Polícia Federal e os pagamentos são suspensos”, informou a pasta.

A informação repassada à Caixa faz parte de um acordo firmado entre o ministério e a Controladoria-Geral da União (CGU), o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Ministério Público Federal (MPF) com o objetivo de controlar o pagamento do auxílio emergencial.

De acordo com a pasta, até agora, o governo já recuperou R$ 83,6 milhões pagos a beneficiários que não tinham direito ao auxílio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas