14 mil trabalhadores formais já receberão auxílio a partir da próxima semana

coronavírus
01.04.2020, 18:02:00
Atualizado: 01.04.2020, 18:03:29
(Bruno Concha/Secom)

14 mil trabalhadores formais já receberão auxílio a partir da próxima semana

Prefeitura dará R$ 270 para aqueles que perderam a renda por causa do coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O programa Salvador por Todos deve entregar o benefício de R$ 270 para as 14 mil pessoas aptas a receber o valor no início da próxima semana. Para poder ter o auxílio, o beneficiário deve possuir um Número de Identificação Social (NIS). As informações sobre a aptidão para receber a quantia e o depósito do valor poderão ser checadas em um portal que será lançado pela Prefeitura.

“As pessoas que já têm o NIS vão receber imediatamente. A pessoa pode estar no cadastro da Prefeitura, mas pode não ter o NIS, aí nesse caso ela vai ter que complementar a informação”, explicou o prefeito ACM Neto nesta quarta-feira (1º).

O programa visa auxiliar trabalhadores informais como ambulantes, baleiros, taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos com mais de 60 anos de idade pelos próximos três meses. No total, serão destinados R$105 milhões para 20.485 trabalhadores cadastrados pelo município. Quem já está apto a ter o auxílio pode receber esse dinheiro através da Caixa Econômica ou nas lotéricas. 

Os trabalhadores informais que não possuem cadastro junto à prefeitura podem reivindicar o ingresso no programa. A gestão municipal analisa se a pessoa pode ou não ser uma beneficiária.  Para receber o valor mensal, é necessário comprovar atuação no comércio informal e não possuir outra fonte de renda.

“Um trabalhador informal que não esteja cadastrado numa associação, se ele comprovar que até o mês de março ele estava desempenhando aquela atividade, possuía uma renda daquela atividade e perdeu por conta do coronavírus, a gente vai colocá-lo no sistema e ele vai poder passar a receber. Inicialmente, os pagamentos serão somente para quem já está no cadastro”, disse Neto.

Ao anunciar a criação do programa na última segunda (30), o prefeito explicou os parâmetros usados para chegar ao valor de R$ 270. “R$ 70 é o preço médio do gás de cozinha de nossa cidade e R$ 200 é o preço médio para a compra de duas cestas básicas por mês em nossa cidade. Por isso estamos anunciando agora o valor de R$ 270”, disse ele que, em seguida, reiterou que os R$ 105 milhões serão financiados com a economia de despesas não essenciais. 

Terão direito a receber o auxílio 12 mil ambulantes; 622 guardadores de carro que deixaram de faturar com a isenção temporária das vagas de Zona Azul na cidade; 1.290 baleiros; 646 baianas de acarajé; 334 recicladores; 400 pessoas que recebem Aluguel Social; 3.639 taxistas e mototaxistas acima de 60 anos; e 1.554 motoristas de aplicativos, também com idade superior a 60 anos. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas