1ª cena de série da Globo trará cães comendo corpo de Eliza Samudio

em alta
14.01.2020, 19:41:00
Atualizado: 14.01.2020, 20:37:23
(Reprodução)

1ª cena de série da Globo trará cães comendo corpo de Eliza Samudio

Ideia de adaptação foi da atriz Vanessa Giácomo, que deve viver Eliza

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A primeira cena da série que vai tratar da morte de Eliza Samudio vai trazer o corpo da modelo sendo desvorado por cães rottweilers. A informação é do colunista Leo Dias, do Uol. 

Segundo o colunista, a ideia da série será deixar claro que se trata de um retrato de um crime bárbaro, sem intenção de idolatrar o goleiro Bruno, condenado como mandante do crime. A versão de que o corpo de Eliza foi comido por cães foi confirmada e negada algumas vezes desde a investigação do caso. O próprio Bruno, durante o julgamento em 2013, disse que ela teve o corpo esquartejado e jogado para os animais.

"O Jorge falou comigo que o Macarrão começou a seguir um cara de moto até uma casa na região de Vespasiano e lá entregou Eliza para um rapaz chamado Neném. Lá um rapaz pediu que Macarrão amarrasse as mãos dela para frente, e deu uma gravata nela. E o Macarrão pegou e ainda chutou as pernas de Eliza. Foi o que o Jorge me falou. E que ainda tinha esquartejado o corpo dela e jogado para os cachorros comerem”, afirmou. Para a polícia, 3 anos antes, o adolescente envolvido no crime disse que havia inventado essa história.

Filão
A diretora Amora Mautner também foi responsável por "Assédio", série que contava os abusos cometidos pelo ex-médico Roger Abdelmassih, que também teve cenas fortes.

A história é baseada no livro "Indefensável - O Goleiro Bruno e a História da Morte de Eliza Samudio", escrito por Leslie Leitão, Paula Sarapu e Paulo Carvalho. Houve disputa nos direitos do livro entre Globo e Netflix, com a emissora carioca levando a melhor. 

A ideia é que Eliza seja vivida por Vanessa Giácomo. O colunista diz que foi a atriz mesma quem leu o livro e teve ideia de sugeria uma adaptação para TV.

Essa vai ser a primeira de uma série de thrillers lançados pela Globo. A emissora quer mergulhar nesse filão de histórias de crimes, que já faz bastante sucesso lá fora. Só serão usados casos que já tenham sido solucionados e sentenciados na Justiça.

Não há previsão de estreia para a série.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas