201 casas do Alto do Sobradinho, na Federação, serão reformadas

bahia
17.12.2020, 12:50:00
Atualizado: 17.12.2020, 12:50:27
(Max Haack/Secom)

201 casas do Alto do Sobradinho, na Federação, serão reformadas

Programa Morar Melhor investirá R$ 7 mil em casa imóvel

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As famílias que moram na comunidade do Alto do Sobradinho, na Federação, têm esperanças de dias melhores com a chegada de 2021. É que nesta quinta-feira (17) foi assinada a ordem de serviço para o início da reforma das residências em situação precária na localidade.

O documento que autoriza as intervenções, que fazem parte da terceira fase do programa municipal Morar Melhor e beneficiarão 201 famílias, foi assinado pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luciano Sandes.

Segundo o prefeito, o Morar Melhor tem forte impacto na vida dessas famílias que não possuem condições financeiras para reformar o local onde vivem. "Quando é reformada a casa de uma pessoa, está sendo dada a ela uma condição de vida muito mais digna. É realmente uma mudança de vida nas famílias, que vão morar em uma casa mais confortável e segura", disse ACM Neto.

A casa-modelo do programa na comunidade é da dona Clotildes Santos, 68 anos. Moradora do local há 40 anos e mãe de dois filhos, ela se disse realizada com a reforma.

"Eu pedi a Deus: tantas pessoas têm casa bonita, por que eu também não? De repente, chegou o pessoal aqui e, agora, tá maravilhoso! Só tenho a agradecer por essa benção", declarou.

O programa Morar Melhor foi iniciado em 2015 e já beneficiou quase 40 mil famílias em mais de 128 locais da capital baiana. As reformas nos imóveis são indicadas pelos próprios moradores e podem incluir reboco e pintura, recuperação ou troca de telhado, troca de esquadrias (portas e janelas) e instalações sanitárias.

Para essa nova etapa, o valor investido na reforma de cada imóvel foi ampliado de R$ 5 mil para até R$ 7 mil. As casas são selecionadas através de critérios como renda per capita e precariedade dos bairros, com base nos dados do IBGE.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas