36 influenciadores do Nordeste para seguir e aprender mais sobre os estados

em alta
09.05.2021, 15:51:00
(Fotos: Reprodução/Instagram)

36 influenciadores do Nordeste para seguir e aprender mais sobre os estados

O Brasil amou o pernambucano Gil do Vigor e a paraibana Juliette Freire. Veja lista de mais gente autêntica para conhecer

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

“Eu não vim do lixo para perder para basculho”. Saída da boca de Gil do Vigor, essa frase virou meme fora do Big Brother Brasil 21 e deixou interrogações nas cabeças de muita gente, inclusive de quem vive nos próprios estados de origem do agora ex-BBB. Os estados do Nordeste são bem diversos e há diferenças mesmo internamente. Quem mora em Recife fala diferente de quem vive em Petrolina. Os bordões que foram ditos por Lumena Aleluia no programa, como “pegue a visão” e “grandão, meu parceiro” são típicos das ruas de Salvador, mas nem tão comuns no interior da Bahia.

Para quem não convive com pessoas dos nove estados do Nordeste, a internet pode ser uma grande aproximadora neste processo de aprender mais sobre as culturas de cada lugar e, por isso, o CORREIO selecionou, com a ajuda de moradores, 36 influenciadores digitais para quem quer conhecer melhor a pluralidade nordestina.

Mestra em comunicação e cultura contemporânea pela Ufba, a relações públicas Allana Gama estuda influencers e adianta que, à medida que estes profissionais da internet expõem as suas rotinas, os locais que frequentam, os seus costumes e pessoas ao seu redor, essas vivências vão sendo familiarizadas por quem acompanha esse conteúdo.

Consequentemente, esse movimento fortalece a propagação destas realidades para quem a desconhece, tem uma visão errônea ou estereotipada dos estados nordestinos. “Por isso é importante que esses influenciadores que são e vivem no Nordeste sejam cada vez mais valorizados tanto por seguidores quanto em trabalhos publicitários”, diz.

Referência no agenciamento de influenciadoras de moda e decoração, a administradora Michaella Baratz, sócia da empresa baiana Attitude Consultoria, explica que não é que as profissionais nordestinas sejam menos valorizadas, mas que são menos vistas, talvez porque as grandes marcas estão concentradas principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, então elas acabam se voltando para o mercado do lado de lá.

Ela observa que isso já vem mudando e as corporações têm procurado divulgação através das redes sociais de pessoas dos estados do Nordeste.

Na lista das 25 pessoas mais seguidas no Instagram atualmente no país, seis têm origem nos estados do Nordeste: Whindersson Nunes, do Piauí, com 51,3 milhões; Wesley Safadão, do Ceará, com 33,2 milhões; Ivete Sangalo, da Bahia, com 32,7 milhões; Daniel Alves, da Bahia, com 32,1 milhões; Simone Mendes, da Bahia, com 30,9 milhões e, agora, Juliette Freire, da Paraíba, com 27,6 milhões, também integra o ranking. 

A campeã do BBB, aliás, foi elevada ao nível de “Namoradinha do Brasil” e quebrou um recorde mundial da rede social: é dona da foto que conquistou um milhão de curtidas em tempo mais rápido, apenas três minutos, derrubando o posto da cantora estadunidense Billie Eillish (e também da própria Juliette), com seis minutos. “Temos várias Juliettes no Nordeste que precisam ser descobertas por grandes marcas. O mercado vem crescendo muito e, com a pandemia, marcas investiram bem no marketing digital com influenciadores”, diz Michaella.

Responsável pelo núcleo de marketing de influência da Rede Bahia, Danielle Pimenta diz que as marcas estão entendendo que existem muitas diferenças entre o que costumavam englobar na caixinha Nordeste, ainda hoje vista como uma coisa única.

Ela conta que as empresas que adentram no universo dos estados nordestinos com o verdadeiro intuito de fazer alguma ação com substância já sabem que não dá para falar com o público de João Pessoa, na Paraíba, do mesmo modo como se fala com o público de Salvador. “Sou otimista e tenho visto uma galera de influenciadores fazendo trabalhos bacanas, focando em construir conteúdo e formar uma comunidade”, diz.

Alagoas

Nide Lins, jornalista de gastronomia e turismo, mãe de gatos
Thiago Careca, empreendedorismo de franquia e humor
Thatynha, dicas de consumo
Aline Rijo, esteta e designer de produtos

Bahia

Cecília Senhorinha, atriz e designer de interiores
O Cleidson, humorista, fala sobre relacionamentos
Noah Álef, modelo, indígena Pataxó
Amanda Dias do Grana Preta, educadora financeira
Helen Malfeitona, engenheira, dark e especialista em tatuagem ‘peba’

Ceará

Leila Germano, podcaster, ativismo e skincare
Max Petterson, guia de turismo, vive em Paris
Kaio Olivera, vídeos de humor
Rochele Santrelly, transformista

Maranhão

Luanne Holanda, modelo, fala sobre moda consciente
Edelson Ribeiro, o Sobrevivente 13, humor com receitas estranhas
Polly Oliveira, escritora feminista
Smith Jhonny, empreendedor, pai

Paraíba

Paulo Moreira, quadrinista da graça e da esculhambação
Thardelly Lima, mestre em teatro e ator de Bacurau
Carol Figueiredo, social media
Gaby Bezerra, mãe e empresária

Pernambuco

Ademara, atriz, jornalista e humorista
Orlandinho - Rei do Piseiro, ex-jogador de futebol e coreógrafo de brega
Rayane Menezes, designer de moda
Jéssica Miranda, filósofa, feminista radical

Piauí

Iaanks, ilustradora, mestranda em artes visuais
Leuriscleia Gutierrez, personagem de humor
Monalysa Alcântara, modelo, Miss Brasil Universo 2017
Fernanda Aguiar, engenheira, fala sobre moda e relacionamento lésbico

Rio Grande do Norte

Raphael Dumaresq, produtor cultural e artista
Ivan Baron, fala de inclusão de Pessoas com Deficiência (PCD)
Alice Carvalho, atriz
Aureliano Medeiros, escritor e ilustrador

Sergipe

Clara Fagundes, comunicóloga e futurologista
Eugênio Catingueira, roteirista e parodista
Klox, DJ e drag
Nay Dantas, mãe e empresária têxtil.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas