4 autores de ataques racistas contra filha de Pocah são identificados

em alta
20.04.2021, 08:30:07
Atualizado: 20.04.2021, 08:38:37
(Foto: Reprodução)

4 autores de ataques racistas contra filha de Pocah são identificados

Marido de funkeira lidera busca por suspeitos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ronan Souza, marido de Pocah, revelou que já conseguiu identificar quatro autores de ataques racistas contra Vitória, filha de 4 anos do casal. 

"Vocês que foram no perfil da Vitória falar merda para uma criança, joga o chip fora, já achei 4 de vocês. João Pessoa, Florianópolis e 2 do Rio. Jaja tem uma surpresinha", escreveu ele em seu Twitter.

Mais cedo, o perfil oficial de Pocah no Instagram divulgou ums série de prints com ofensas racistas à filha da funkeira, confinada no BBB21.

"Conseguiu ler tudo? Se você conseguiu ler a tudo isso sem chegar ao final com o estômago embrulhado e até certa vergonha de ser humano, pare aqui! Esse texto não é para você. É louco pensar que essas mensagens, direcionadas a uma criança de 5 anos, são motivadas exclusivamente porque a mãe dela resolveu... votar em um jogo de votação, né? O que está acontecendo no mundo? O que está acontecendo com as pessoas? Racismo! Crime! Um crime sendo cometido sob os nossos olhos por contrariar os gostos de um público de reality show", iniciou o post.

No texto, o representante pela artista diz que irá tomar as medidas legais contra o crime cometido contra a criança. "Desumano! Imoral! Independente de torcida X ou Y, de emoji, ou o que quer que seja. O que está em jogo aqui é o conteúdo cerimonial das mensagens. E as medidas legais serão tomadas! É revoltante. Quando recebi os prints, minha primeira reação foi vomitar. Vomitei como se meu corpo estivesse tentando jogar a experiência de ter lido isso para fora. Precisamos repensar o que é ser gente! Porque lendo a isso, eu mesmo me questiono: somos todos gente? Somos realmente da mesma espécie? Eu custo a acreditar", concluiu a publicação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas