40 kg de maconha são apreendidos em carro de aplicativo no bairro do Comércio

salvador
15.09.2021, 11:18:00
(Divulgação)

40 kg de maconha são apreendidos em carro de aplicativo no bairro do Comércio

Policiais faziam rondas e suspeitaram de um motorista que demonstrou nervosismo ao perceber as viaturas

Quarenta quilos de maconha em tabletes e porções foram apreendidos, na tarde de terça-feira (14), com três homens, na ladeira do São Francisco, imediações da avenida Jequitaia, no Comércio. O flagrante ocorreu, após uma equipe do Comando de Policiamento Regional da Capital Central seguir um veículo que fazia manobras suspeitas na região.

Os policiais faziam rondas e suspeitaram de um motorista que demonstrou nervosismo ao perceber as viaturas. Os PMs seguiram o automóvel até a ladeira do São Francisco, onde o condutor, que se identificou como motorista de aplicativo, estacionou em frente a um imóvel. “Dentro do veículo encontramos 36 tabletes de maconha”, contou o tenente Rafael Bittencourt Oliveira, coordenador da guarnição. 

O motorista revelou que deixaria o entorpecente, em um imóvel. No local indicado, mais dois homens foram flagrados com 102 porções de maconha prontas para a venda, três balanças, meio tablete da mesma erva e embalagens. 

O trio foi encaminhado à Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, no Departamento  de Repressão e Combate a Crime Organizado (Draco), onde acabaram autuados por tráfico de drogas. “Um dos suspeitos tinha passagem por porte ilegal de arma de fogo”, destacou o coordenador de Narcóticos, Glauber Uchiyama. Também participaram da ação policiais das 3ª e 16ª Companhias Independentes de Polícia Militar (CIPMs/Cajazeiras e Comércio).

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas