40 mulheres presas por posarem nuas em Dubai são jovem modelos soviéticas; conheça

em alta
06.04.2021, 07:48:35
Atualizado: 06.04.2021, 08:22:46
(Foto: Reprodução)

40 mulheres presas por posarem nuas em Dubai são jovem modelos soviéticas; conheça

Elas podem passar seis meses na cadeia além de pagar multa de R$ 8 mil

Um grupo de mulheres virou notícia no mundo inteiro após serem presas em Dubai após posarem nuas na varanda de um apartamento. Elas teriam desrespeitado o código moral da cidade, nos Emirados Árabes Unidos, e agora podem ser condenadas a uma multa de R$ 8 mil e a 6 meses de cadeia.

A polícia de Dubai não informou a identidade das moças, porém sites internacionais descobriram que todas são provenientes de ex-repúblicas soviéticas como Rússia, Belarus, Moldávia e Ucrânia. Seriam, ao todo, cerca de 40 mulheres detidas, informa o tablóide Daily Mail.

O organizador do ensaio sensual seria o russo Alexey Konstov, de 33 anos. O suspeito, no entanto, argumentou que apenas estava no apartamento ao lado e filmou os bastidores do ensaio e postou na internet. O vídeo viralizou. Assista:

A identidade de algumas das envolvidas começou a ser revelada a partir de posts no Instagram. Duas ucranianas de 20 anos, chamadas Yana e Diana, postaram vídeos andando de camelo antes da prisão. Elas também postaram uma foto ao lado das outras garotas com a legenda "pequena família".

Parte das envolvidas aparece nesta foto (Foto: Reprodução)

Outras modelos ucranianas identificadas foram Dariya Khorunzhenko, Ekaterina Kashenko, Sophia Tkachuk e Marianna Fedchuk. A mídia russa também identificou as modelos Anastasia Kashuba e Tatyana Borisenko. Todas elas possuem cerca de 20 anos.

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia confirmou que 11 das detidas nasceram no país. A prisão aconteceu no último sábado (3).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas