5 livros que se passam no Nordeste e vão aquecer o seu coração

vanessa brunt
24.03.2022, 15:35:32

5 livros que se passam no Nordeste e vão aquecer o seu coração

Ficção ou relatos reais? Poesia ou quadrinhos? Os livros que se passam no Nordeste agregam todos os estilos e diversas temáticas enriquecedoras. Seja em um clássico mais antigo ou em uma inovadora nova trama, é possível passear por cultura, amores, perdas, paixões, reflexões profissionais, críticas sociais e muitos outros aprofundamentos nas obras que passeiam entre as cidades do povo nordestino.

Foi para misturar um pouco de tudo isso e deixar corações aquecidos que esta seleção foi preparada. Escolha por onde começar o seu roteiro:

1. A Cabeça do Santo | de Socorro Acioli

Pouco antes de morrer, a mãe de Samuel lhe faz um último pedido: que ele vá encontrar a avó e o pai que nunca conheceu. Mesmo contrariado, o rapaz cumpre a promessa e faz a pé o caminho de Juazeiro do Norte até a pequena cidade de Candeia, sofrendo todas as agruras do sol impiedoso do sertão do Ceará.

Ao chegar, ele encontra abrigo em um lugar curioso: a cabeça oca e gigantesca de uma estátua inacabada de Santo Antônio. Em meio a esse tumulto, ele se apaixona por uma voz misteriosa, que se destaca entre as tantas outras que ecoam na cabeça do santo.

É assim que a trama inicia um divertido exercício de imaginação, no qual envolve, ainda, os costumes do Nordeste e as manias do nosso povo tupiniquim. Para quem mergulha a fundo, é possível perceber críticas sociais de peso: sobre idolatria, ganância dos políticos e muito mais.

➨ Editora: Companhia das Letras
➨ Páginas: 176 páginas
➨ Link de compra: aqui
➨ Data de publicação: 7 fevereiro 2014
➨ Preço: R$ 41,79
 
2. Cante lá que eu canto cá: Filosofia de um trovador nordestino | de Patativa do Assaré

As poesias de Patativa do Assaré representam o que há de mais puro na expressão do “mundo do sertão”. O autor não tem receio de mostrar brincadeiras com as palavras e exibir uma semântica peculiar.

Assim, o linguajar da gente sertaneja, tão crivado de mutilações e acréscimos, de permutas e transposições, percorrem aqui a língua portuguesa enquanto emocionam e alegram o leitor ao retratar um povo que também merece ser escutado e cantado.

Neste clássico, os  temas dos poemas vão desde relatos da vida árdua de um trabalhador, amores perdidos, diferenças entre moradores de sítios e das capitais... até as histórias pitorescas do povo do sertão nordestino.

➨ Editora: Editora Vozes
➨ Link de compra: aqui
➨ Páginas: 360 páginas
➨ Ano de lançamento: 1 janeiro 2014 (18ª edição)
➨ Preço: R$ 72,94

3. As Cartas que Ficaram na Bagagem | de Aila Boler

E se você enxergasse as cidades como pessoas e pudesse conversar com elas? Nesta obra de uma nova promessa da literatura baiana, temos uma nova forma de enxergar e entender países como a Holanda, Alemanha, Áustria, República Tcheca, Hungria e até o Brasil (em Salvador!).

Nas páginas, é possível conhecer mais das culturas, arquiteturas e alguns segredos que esses cantos escondem. Enquanto isso, o leitor também desvenda a vida da personagem (e autora) Aila Boler.

A protagonista passa por relacionamentos traumáticos, superação de medos, saudades, momentos cômicos e muitas dicas com os seus olhares de arquiteta e escritora. Tudo isso enquanto "conversa com as cidades", em formatos leves e atrativos de cartas intimistas.

➨ Link para o livro digital: https://sun.eduzz.com/1266585
➨ Livro físico ainda será lançado. É possível acompanhar informações em: @ailaboler 
➨ Editora: Editora Gamma; 1ª edição (2022)
➨ Páginas: 160
➨ Preço: R$ 26 (e-book)

4. Roseira, Medalha, Engenho E Outras Histórias | de Jefferson Costa

Trata-se de uma Graphic Novel – ou seja, é um livro em estilo de quadrinhos – que se passa no Nordeste: mais especificamente, no sertão. A obra apresenta a trajetória de duas famílias, que se unem por tragédias e comédias, sonhos e perspectivas, construindo novos caminhos durante o movimento retirante da década de 1970 (ainda com muito do nosso pós-abolição).  

Aqui, há uma grande história de amor, de empatia, de luta e de cultura. Inclusive, a trama perpassa por diversos anos. Começa em 1985, poucas páginas depois leva o leitor para 1958 e, logo, vai para 1976. São fragmentos da vida cotidiana que vão sendo mostrados em meio a uma história poderosa de pessoas simples, fortes e batalhadoras.

➨ Editora: Pipoca e Nanquim
➨ Compra: Amazon ou Americanas 
➨ Páginas: 224 páginas
➨ Data de lançamento (nova edição): 28 novembro 2019
➨ Preço: R$ 71,92

5. O Quinze | de Rachel de Queiroz

Ao narrar as histórias de Conceição, Vicente e a saga do vaqueiro Chico Bento e sua família, Rachel de Queiroz, imortal da Academia Brasileira de Letras,  expõe de maneira única e original o drama causado pela histórica seca de 1915, que assolou o Nordeste brasileiro.

Lançado originalmente em 1930, em edição financiada pela própria autora, O Quinze é o romance de estreia da aclamada escritora cearense Rachel de Queiroz. Gerou grande impacto na época não apenas por sua força narrativa, mas também pelo fato de ter sido escrito por uma mulher de apenas 20 anos de idade.

A obra trata de temas universais e ainda hoje tão fundamentais para maiores holofotes: como o papel feminino na sociedade vigente daquela época, as dores e as lutas da mulher submissa e a vida de um povo batalhador e, muitas vezes, negligenciado.

➨ Editora: José Olympio
➨ Link de compra: aqui
➨ Páginas: 208
➨ Publicação: 21 novembro 2016 (nova edição)
➨ Preço: R$ 53,60 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas